PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

OMS diz que é muito cedo para entender a severidade da ômicron

iStock
Imagem: iStock

Camila Vech

03/12/2021 15h54

Em "live" realizada nesta sexta-feira, dia 3, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reforçou que ainda é incerto afirmar, mas há uma crescente da variante Ômicron na África do Sul e em outros países, o que sugere maior transmissibilidade.

A instituição também deixou claro que ainda é cedo para entender a severidade da Ômicron. Em geral, a OMS destacou que os dados estão sendo recolhidos e analisados, mas que é necessário um tempo para que se possa ter informações mais assertivas.

"Se dobrarmos as medidas protetivas que já orientamos, os cuidados com a Delta servem também para Ômicron. Se reduzir a circulação de pessoas, diminuem as contaminações. Quanto mais circulação, mas possibilidades de novas cepas surgirem", afirmou a entidade. "Vacinação salva e não abaixem a guarda, a pandemia não acabou. Confiem na ciência e tenham paciência", reforçou a OMS.

Saúde