PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Covax espera receber 250 milhões de doses de vacinas em 6 a 8 semanas

A Covax depende cada vez mais de doações de vacinas de países mais ricos que compraram mais doses do que o necessário - iStock
A Covax depende cada vez mais de doações de vacinas de países mais ricos que compraram mais doses do que o necessário Imagem: iStock

Em Genebra

28/07/2021 13h24

O sistema Covax espera receber 250 milhões de doses de vacinas contra covid-19 fornecidas por doadores nas próximas seis a oito semanas para ajudar os países mais pobres - informou a OMS (Organização Mundial da Saúde) hoje.

A Covax, que supostamente permitirá que esses Estados ou territórios recebam vacinas gratuitas financiadas pelos países mais prósperos, até agora distribuiu 152 milhões de doses para 137 deles.

Em seu relatório semanal divulgado nesta quarta-feira, a OMS afirma que haverá um aumento nas doações ao sistema Covax "com 250 milhões de vacinas adicionais nas próximas seis a oito semanas".

O Instituto Serum na Índia, um grande produtor de vacinas da AstraZeneca, deveria desempenhar um papel importante no fornecimento de imunizantes dentro do sistema Covax. Devido à explosão da pandemia no país, Nova Délhi proibiu sua exportação.

A Covax depende cada vez mais de doações de vacinas de países mais ricos que compraram mais doses do que o necessário.

"A demanda global por vacinas excede em muito a oferta, deixando milhões dos mais vulneráveis desprotegidos", apesar do fato de que a vacinação "em todo mundo é nosso melhor escudo contra novas variantes", declarou o chefe da Aliança para Vacinas (Gavi), Seth Berkley.

A Gavi é parceira, junto com a OMS e a Coalizão para as Inovações na Preparação para Epidemias (Cepi), do sistema Covax.

A OMS denuncia a desigualdade no acesso à vacinação entre países pobres e ricos.

Quase quatro bilhões de doses foram administradas em pelo menos 216 países e territórios, de acordo com uma estimativa da AFP.

Nos países ricos, segundo o Banco Mundial, foram administradas até 96,7 doses para cada 100 habitantes. A maioria das vacinas precisa de duas doses. Nos 29 países mais pobres do mundo, foram aplicadas apenas 1,6 dose por cada 100 habitantes.

A vacinação contra a covid-19 começará hoje na Tanzânia. Burundi, Eritreia, Haiti e Coreia do Norte são os únicos países que ainda não iniciaram campanhas de vacinação.

Saúde