Topo

Viagem


Quase no fim do mundo: conheça um dos hotéis mais ao norte do planeta

O Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen fica no remoto arquipélago de Svalbard, na Noruega - Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon
O Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen fica no remoto arquipélago de Svalbard, na Noruega Imagem: Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

23/07/2019 04h00

O Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen tem uma marca impressionante: segundo o Guinness World Records, o estabelecimento é o hotel "full-service" mais ao norte do planeta ("full-service" é um termo que define hotéis que, além da hospedagem, oferecem uma vasta gama de serviços e infraestrutura para o hóspede, como restaurante e espaço para conferências).

E não é exagero dizer que o Radisson Blu Polar está quase no fim do mundo: ele fica na cidade de Longyearbyen, no remoto arquipélago norueguês de Svalbard, acima do Círculo Ártico.

Acomodações do hotel oferecem vista para montanhas nevadas - Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon
Acomodações do hotel oferecem vista para montanhas nevadas
Imagem: Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon

Dali para o Polo Norte é um pulo, e os turistas que empreendem a viagem até lá se veem cercados por paisagens geladas e, ao mesmo tempo, grandiosas.

Além de dezenas de quartos cálidos com vista para montanhas nevadas, o hotel oferece sauna, restaurante e um terraço onde, nos dias ensolarados, o público se senta para tomar drinques e curtir o cenário natural da região.

Jacuzzi com vista para paisagens nevadas é uma das atrações do Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen - Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon
Jacuzzi com vista para paisagens nevadas é uma das atrações do Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen
Imagem: Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon

Há também uma jacuzzi aquecida outdoor, na qual é possível ficar com pouquíssima roupa e, ao mesmo tempo, admirar um amplo horizonte coberto de neve.

Atividades

E não pense que a única atividade dos turistas é ficar dentro do hotel ou se enfurnar nos quartos para fugir do frio.

No verão, os viajantes admiram, em Longyearbyen, o famoso sol da meia-noite (quando o sol é visto 24 horas por dia). Já no inverno, é a aurora boreal que aparece no céu.

As paisagens que cercam o hotel norueguês são dignas de grandes fotos - Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon
As paisagens que cercam o hotel norueguês são dignas de grandes fotos
Imagem: Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon

Durante parte do ano, os visitantes podem fazer tours de trenó puxado por cães, passear de snowmobile (uma espécie de moto de neve) e explorar paisagens marcadas por geleiras. E, em dias mais cálidos, dá para realizar passeios de barco pelas águas do oceano.

Na região, há também excursões que levam os turistas para explorar cavernas de gelo e a cidade-fantasma de Pyramiden, um antigo centro urbano mineiro que, hoje, poderia ser muito bem cenário de um filme de terror.

O hotel fica na cidade de Longyearbyen, cheia de paisagens grandiosas  - Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon
O hotel fica na cidade de Longyearbyen, cheia de paisagens grandiosas
Imagem: Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon

E a fauna em Svalbard é extremamente rica: o arquipélago abriga ursos polares, raposas-do-ártico e renas.

Longyearbyen é servida pelo aeroporto de Svalbard, localizado a cerca de 5 km de distância.

Vista do Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen durante épocas mais frias do ano - Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon
Vista do Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen durante épocas mais frias do ano
Imagem: Hurtigruten Svalbard/Agurtxane Concellon

Há diárias no Radisson Blu Polar Hotel Spitsbergen custando 2.740 coroas norueguesas (aproximadamente R$ 1.200*).

Mais informações: www.radissonblu.com/en/hotel-spitsbergen

*Preços consultados em julho de 2019 e sujeitos a alterações

Mais Viagem