PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

Astrologia para iniciantes: inferno astral existe? Signo muda com a idade?

Astróloga explica as dúvidas mais básicas sobre o tema - natasaadzic/Getty Images/iStockphoto
Astróloga explica as dúvidas mais básicas sobre o tema Imagem: natasaadzic/Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

27/11/2020 04h00

Qual a diferença entre horóscopo e astrologia? Inferno astral existe mesmo? O que o signo de Leão tem a ver com o elemento Fogo? Se você já fez alguma dessas perguntas, significa que não é muito ligado ao universo da astrologia — o que não é problema, é claro! Mas se quiser mudar esse cenário, temos as respostas para algumas dúvidas.

Levamos à astróloga Paula Arruda alguns questionamentos comuns entre a turma que está começando a se aventurar no mundo astrológico. Confira, a seguir!

O que você precisa saber sobre Astrologia

1. O que são signos?

"Signos são divisões do espaço de um círculo chamado eclítica. A eclítica é o caminho no céu que os planetas fazem. No total, são 360 graus e temos 12 signos ocupando, cada um, 30 graus".

2. O que é horóscopo?

"Significa 'mostrador de horas' e corresponde ao nosso mapa astral, que é determinado de acordo com dia, horário e local de nascimento. O horóscopo que costumamos ler, sobre tendências semanais ou mensais para cada signo, é calculado de acordo com o nosso ascendente e acaba sendo uma análise mais genérica. Por isso, é importante que, ao ler um horóscopo, também sejam lidas as tendências para o ascendente."

3. E o que é ascendente?

"O ascendente representa o signo que estava no horizonte leste, no exato momento em que a gente nasceu. A rotação da Terra indica que, a cada 4 minutos, um grau se eleva nesse horizonte - por isso a importância de sabermos a hora exata do nascimento. O ascendente vai mostrar nossa personalidade, como nos vemos e nos mostramos para o mundo. Podemos ter 12 pessoas com o mesmo signo, mas com 12 ascendentes diferentes, que vão reagir à mesma situação de modos distintos".

4. Para que serve um mapa astral?

"Um mapa astral mostra a posição de cada astro, de acordo com o dia, horário e local do seu nascimento. Isso vai influenciar na forma de ser e de se relacionar de uma pessoa, mostrando desafios e habilidades. Quanto melhor conhecermos nosso mapa astral, mais aprendemos a lidar e transformamos nossos desafios e aproveitamos nossas potencialidades!"

5. Tudo o que está escrito no meu horóscopo vai acontecer no dia?

"Não necessariamente, pois o horóscopo faz uma análise mais abrangente, sem levar em conta os astros que influenciam naquele momento".

6. Inferno astral existe mesmo?

"Não! É um termo que foi inventando e, assim como uma fake news, se espalhou e agora existe no inconsciente coletivo. Se você tinha a crença de que, em um mês antes do aniversário, tudo dá errado, é hora eliminar de vez esse pensamento!"

7. Por que dizem que Mercúrio retrógrado é ruim?

"Porque as pessoas têm costume de sempre ver algo negativo, sendo que tudo tem os dois lados. Mercúrio retrógrado exige paciência porque a comunicação pode ficar truncada mas, ao mesmo tempo, é uma chance incrível para a gente melhorar a forma de se expressar."

8. Só serei feliz se me relacionar com alguém de um signo que combine com o meu?

"Temos dez planetas que nos influenciam, além do ascendente e meio do céu. Além disso, existem aspectos (conversas entre ao astros e entre eles e ascendente e meio do céu) que também influenciam".

Analisar apenas o signo solar (associado à data de nascimento) com o signo solar de alguém é muito superficial. Precisamos analisar tudo o que influencia para entender a dinâmica de uma relação.

9. Por que Áries, signo que coincide com o mês março, é o primeiro do zodíaco e não Capricórnio, de janeiro?

"De acordo com a astrologia, o ano novo astrológico começa com a entrada do sol em Áries, que é o início de tudo. Na Mesopotâmia, os astrólogos perceberam que a primavera (que acontece em março no Hemisfério Norte) dava início aos ciclos. Era quando vinham as grandes colheitas e, por isso, relacionaram o momento com o signo que vai em busca do que deseja, é corajoso e cheio de iniciativa."

10. Qual a diferença de astrologia com astronomia?

"A astronomia estuda a relação física entre os corpos celestes e os fenômenos que os envolvem, enquanto a astrologia estuda o movimento dos astros e a sua influência nas nossas vidas."

11. O signo muda depois de uma certa idade?

"Não! O que muda é a nossa consciência e isso altera a forma como a gente reage às situações. Isso muda tudo!".

12. Qual a ligação dos signos com os elementos?

"Dividimos os 12 signos em quatro grupos de acordo com os elementos da natureza. Fogo traz brilho e encorajamento para os signos que rege (Áries, Leão e Sagitário). Costuma ser ousado, ter garra e capacidade de liderança. Como desafio para os signos, é importante aprender a lidar com a ansiedade e imediatismo. Já o elemento Terra tem ligação com Touro, Virgem e Capricórnio e traz praticidade e capacidade de obter resultado. Costuma ter instinto de sobrevivência e determinação", explica a astróloga Paula Arruda.

"O desafio é aprender a desapegar e ter equilíbrio na área financeira. Ar, por sua vez, traz sociabilidade e dinamismo para Gêmeos, Libra e Aquário. Os nativos ligados ao elemento costumam fazer amizade com facilidade e sempre ter muitas ideias. O desafio é aprender a priorizar e colocar as ideias em prática. Por último, o elemento Água (de Câncer, Escorpião e Peixes) traz profundidade e intuição. Os signos envolvidos costumam ser sensíveis e criativos, tendo o desafio de aprender a viverem no momento presente e a lidarem com suas emoções".

Alto Astral