PUBLICIDADE

Topo

Fofuras

Filhote se torna amigo e guia de cão mais velho que ficou cego; veja fotos

Tao, de 12 anos, e Oko, de um ano, viraram amigos assim que se conheceram - Reprodução/Instagram
Tao, de 12 anos, e Oko, de um ano, viraram amigos assim que se conheceram Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa, em São Paulo

03/10/2020 17h56

Depois de perder os olhos durante uma cirurgia por conta de um glaucoma, o golden retriever Tao, de 12 anos, ganhou uma companhia canina e, de quebra, um guia para "exergar" por ele: o filhote Oko.

Melanie Jackson, a dona da dupla, contou ao "Bored Panda" que Tao recebeu o diagnóstico de veterinário no ano passado, e a doença progrediu de forma rápida e inesperada. O animal perdeu um olho e, meses mais tarde, em janeiro, perdeu o outro — apesar de já ter certa idade, ele se recuperou muito bem e dias depois já estava subindo as escadas da casa sozinho.

Mas Melanie sentiu que ele precisava de alegria — e foi assim que Oko chegou à família, com pouco mais de dois meses de idade.

Os dois cães criaram amizade instantaneamente, mas, além de ser amigo de Tao, Oko virou uma espécie de guia do cão mais velho.

"A saúde de Tao está muito boa. Ele não sente dor e, considerando que tem quase 12 anos, age como um cachorro muito mais novo. Ele faz tudo o que costumava fazer, nós caminhamos juntos todos os dias", conta. "Tao está sendo treinado para seguir o cheiro de Oko e Oko para ouvir e responder aos meus comandos de 'pare, espere, vá para a direita, vá para a esquerda'".

No Instagram, Melanie publica foto dos dois — eles dormem juntos, brincam juntos. Veja:

Fofuras