PUBLICIDADE

Topo

Moda

Bella Hadid critica racismo na moda: 'nossa indústria ainda discrimina'

Bella Hadid espera que, na próxima temporada, suas amigas negras encontrem profissionais mais preparados no backstage - Reprodução/Instagram @bellahadid
Bella Hadid espera que, na próxima temporada, suas amigas negras encontrem profissionais mais preparados no backstage Imagem: Reprodução/Instagram @bellahadid

De Universa, em São Paulo

07/08/2020 08h35Atualizada em 07/08/2020 09h26

A modelo Bella Hadid afirmou que teme a ideia de continuar vendo suas companheiras de profissão negras sendo negligenciadas pelos profissionais de backstage da moda por despreparo.

"Indo para a próxima temporada de moda, meu medo é ter que ver alguma das minha amigas negras tendo seu cabelo queimado pela prancha ou tendo que fazer sua própria maquiagem porque o maquiador não foi treinado para trabalhar com todos os tipos diferentes de pele", declarou Bella em entrevista à Elle.

Ela contou que, mesmo quando sentam na primeira fila, suas amigas negras não se sentem aceitas na moda e cobrou que a indústria respeite as individualidades. "Nossa indústria deve ser sobre expressão e individualidade, mas a realidade é que muita gente ainda discrimina justamente por conta dessas diferenças", afirmou.

Black Lives Matter

A modelo tem usado seu perfil no Instagram para apoiar o movimento Black Lives Matter, de enfrentamento ao racismo. Na entrevista, Bella disse que tem consciência da plataforma que possui e pretende continuar usando seu espaço para lutar pelo que considera justo.

"Eu tenho tanta responsabilidade para usar minha plataforma para o bem, especialmente conforme eu fico mais velha. Eu quero que meninas e meninos mais jovens saibam que podem usar sua voz para pedir justiça por aquilo que é importante para você", declarou a modelo.

"Quero que eles saibam que podem ter empatia e ser gentis, mas serem fortes e falar aquilo que acreditam ao mesmo tempo."

Moda