PUBLICIDADE

Topo

Moda

Fundador do SPFW fala de mudanças em 2020: 'Futuro pensado coletivamente'

Desfile de Lino Villaventura na passarela da SPFW, em outubro de 2019 - Marcelo Chello/CJPress/Folhapress
Desfile de Lino Villaventura na passarela da SPFW, em outubro de 2019 Imagem: Marcelo Chello/CJPress/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

21/02/2020 18h34

A próxima edição do São Paulo Fashion Week terá um formato inovador. Agora, a N49 terá início entre os dias 24 e 28 de abril com os desfiles e continuará com eventos ao longo do ano por toda a cidade, visando a coletividade.

Paulo Borges, fundador e diretor criativo da semana de moda, falou sobre a novidade em entrevista para a revista Vogue.

"Essa temporada não teremos um pavilhão único, um ponto de encontro, como já foi com a Bienal, por exemplo. A cidade vai ser ocupada de abril até novembro pelo Festival SPFW+, com agenda de experiências, desfiles, discussões criativas para além da moda. O que está em pauta é a criatividade", contou Paulo.

Entre as já tradicionais semanas de desfiles de abril e outubro, a programação do SPFW+ incluirá palestras, exposições, intervenções e seminários.

"O intuito é realmente fazer mudanças reais, sair da teoria, só da fala para passar a ideia de inovação. Me planejei um ano e meio para incorporar esse novo formato. Sempre fizemos conferências, exposições, artistas contribuem com o SPFW há tempos. O que muda agora é que fazemos uma provocação para que o futuro seja pensado de forma coletiva", declarou Paulo Borges.

Moda