PUBLICIDADE

Topo

Violência contra a mulher

Ex-namorado mata diretora a facadas dentro de escola em Florianópolis

Elenir de Siqueira Fontão foi morta a facadas pelo ex-namorado - Reprodução/Facebook
Elenir de Siqueira Fontão foi morta a facadas pelo ex-namorado Imagem: Reprodução/Facebook

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, de Porto Alegre

19/02/2020 21h54

A diretora de uma escola de Florianópolis foi morta a facadas na tarde de hoje após o término das aulas. A vítima é Elenir de Siqueira Fontão, de 49 anos. Segundo o cabo da Polícia Militar Ederson Szeskoski, ela foi rendida dentro da Escola de Educação Básica Januária Teixeira da Rocha pelo ex-namorado, de 40 anos, que não aceitava o fim do relacionamento. Em seguida, o homem se trancou em um banheiro com ela.

Elenir passou a gritar e um homem entrou no banheiro para intervir, mas acabou sendo esfaqueado nos braços. Não se sabe o estado de saúde dele. Segundo o Corpo de Bombeiros, a professora foi atingida por duas facadas no pescoço. Ela chegou a ser atendida no local, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu na própria escola, minutos após a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros.

O ex-namorado tentou fugir, mas foi contido por populares. "Ele tentou se desvincilhar, mas foi bem no momento que estávamos chegando ao local", conta o cabo da polícia. O suspeito do crime foi preso em flagrante e, segundo a PM, também ficou ferido.

De acordo com a delegada Eliane Chaves, diretora de Polícia da Grande Florianópolis, ele está sob custódia em um hospital da capital. O registro ainda está sendo feito, mas inicialmente ele deve responder por feminicídio.

Segundo a Secretaria de Estado de Educação (SED), Elenir era servidora pública estadual desde 2006, tendo ocupado a função de assistente educacional da escola até dezembro de 2019. Entre os meses de setembro e dezembro de 2019, foi diretora provisória, cargo para o qual foi eleita pela comunidade escolar, tendo assumido as funções em janeiro de 2020. Em nota, a Secretaria manifestou "consternação e profundo pesar com a perda".

Devido ao ocorrido, as aulas de amanhã e sexta-feira foram canceladas. As atividades devem ser retomadas na próxima quarta-feira, após o carnaval. A escola atende 140 alunos de 1º ao 5º ano, e o período letivo tinha reiniciado em 6 de fevereiro. Segundo a Secretaria de Educação, o clima na instituição é de desolação.

Violência contra a mulher