PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Como Diogo Melim: apagar fotos do par nas redes funciona? Psicóloga opina

Diogo Melim e Bianca Andrade (Foto: Reprodução/Instagram) - Reprodução / Internet
Diogo Melim e Bianca Andrade (Foto: Reprodução/Instagram) Imagem: Reprodução / Internet

Nathália Geraldo

De Universa

11/02/2020 04h00

"Eu quero que risque meu nome da sua agenda". Quem poderia imaginar que o verso de "Telefone Mudo", sucesso da música sertaneja Trio Parada Dura, precisaria de uma versão atualizada sobre deletar fotos de casal nas redes sociais?

Brigas, términos e momentos de afastamento dentro dos relacionamentos, cada vez mais, se tornam públicos no mundo virtual. E quem nunca quis apagar todos os vestígios, fotos e comentários, além de bloquear nas redes, depois de uma situação conflituosa com o @?

Foi o que aconteceu com o cantor Diogo, da banda Melim. Após ter visto que sua namorada, a youtuber Bianca Andrade, tentou beijar outro participante do BBB, Guilherme, durante uma festa no reality, o artista removeu todas as fotos em que aparecia com a parceira no Instagram.

Que efeito emocional tem isso? Consultamos a psicóloga clínica Mariana Luz para falar sobre o hábito.

A necessidade de apagar vestígios

Se não bastasse muitas vezes termos que recolher os cacos do coração partido após o término, uma briga ou situações tensas no relacionamento — como traições —, é comum que quem tem redes sociais se preocupe em deletar a "presença digital" do par. A caçada às fotos de casal, aos comentários melosos e românticos e o bloqueio imediato da outra pessoa nas redes é bastante comum.

De onde vem essa necessidade? Segundo a psicóloga Marina, tem a ver com a lógica de "mostrar tudo da vida" no Instagram — uma rede social em que, via de regra, temos que publicar mensagens de "felicidade o tempo todo".

"No Instagram, a gente publica fotos do namoro, coisas bonitas, comidas bonitas. Existe uma necessidade de mostrar que está tudo bem. Só que ele também reflete uma questão interna de cada sujeito. Então, quando acontece algo na relação, temos a vontade de apagar as fotos com o parceiro para sentir que estamos tirando a pessoa de nossa vida", avalia.

No caso de Diogo Melim e Bianca Andrade, a Boca Rosa, que também pediu desculpas para o parceiro no confessionário do BBB, é preciso ainda considerar o fato de eles serem pessoas públicas, comenta Mariana. "É como se quando alguém fosse comentar 'olha lá, ela tentou beijar outro cara', ele pudesse dizer que não é mais responsável por aquele relacionamento", diz.

Mesmo que Diogo — ou quem deleta as fotos — não se pronuncie sobre o rompimento da relação, ele "passou uma mensagem", explica a especialista. "E, além disso, o que a pessoa tenta fazer é apagar dentro de si aquela emoção. Mas eu vejo como uma forma imatura de lidar com a situação."

Terapia não ensina a ser feliz o tempo todo

Mariana explica que o fato de apagar do Instagram os rastros da relação amorosa é uma decisão individual, que passa pelas emoções que cada um acumula desde quando ainda vivia o relacionamento.

"Se já não serve mais, a pessoa tem todo direito de apagar. Só que é imprescindível lidar também com as emoções", afirma a especialista. "E entender que, em uma sociedade em que não é permitido viver a tristeza, a gente precisa aprender a lidar com a frustração."

A psicologia, neste sentido, pode ajudar, diz Mariana. "Ir para a terapia, aliás, não é para descobrir como ser feliz o tempo todo, mas para entender que a tristeza também é uma emoção que pode ser vivida."

Relacionamentos