PUBLICIDADE

Topo

Universa Vê BBB

O que define um 'macho hétero', dito por Marcela no BBB? Feministas opinam

Pyong Lee BBB20 (Reprodução/TVGlobo) - Reprodução / Internet
Pyong Lee BBB20 (Reprodução/TVGlobo) Imagem: Reprodução / Internet

Nathália Geraldo

De Universa

31/01/2020 04h00

Se buscarmos no dicionário apenas a palavra "macho", já teremos algumas pistas do que significa a expressão "macho hétero", cunhada em tom de crítica pela participante do BBB Marcela MC Gowan, e que viralizou nas redes sociais nos últimos dias.

Macho, no dicionário Aulete, tem mais de uma definição: no sentido biológico, é "o homem ou qualquer animal do sexo masculino". Direto. No sentido popular, no entanto, a palavra ganha sinônimos como "indivíduo valentão, forte, vigoroso". Heterossexual é mais simples: "que sente atração sexual por pessoas do sexo oposto e só com elas mantém relações sexuais".

Marcela no BBB -   Reprodução/Globoplay -   Reprodução/Globoplay
Marcela falou sobre autoestima do homem heterossexual e levantou debate nas redes sociais
Imagem: Reprodução/Globoplay

Os dois termos, na sequência, ganham outro significado. Que pode até confundir muita gente: em seu comentário no reality, Marcela chegou a dizer que Pyong Lee era "hétero, mas não macho".

Afinal, quais são as pistas para saber se você é um 'macho hétero'?

"Macho hétero": elas opinam sobre conceito

No Twitter, as atrizes Bruna Marquezine e Fernanda Paes Leme pediram o "cancelamento do macho hétero". Houve quem comentasse que um dos sentimentos que mais traduzem o jeito desse tipo de homem ser é o "ser dono do mundo".

Mas, o que pode ser colocado como preceito para um homem ganhar essa alcunha?

Para a jornalista Nina Lemos, feminista, que tem blog em Universa sobre relacionamentos e comportamento, uma das características mais marcantes é a "autoestima do homem hétero", que também já virou objeto de análise fora do BBB.

"Eles acham que são incríveis, maravilhosos. No BBB, já disseram coisas como 'qualquer mulher dessas ficariam comigo'. E acham, coitados, que as mulheres querem trastes como eles", define.

A naturalização do assédio contra a mulher, como já aconteceu algumas vezes em várias edições do BBB, comenta Nina, também faz parte do comportamento do "macho hétero".

"O olhar que eles dão para o corpo das mulheres é nojento. E o macho 'topzera', no geral, são os caras que acham que vão pegar a mulher pelo cabelo, sarrando quando ela está bêbadas, assediando... Acha que é assim que se conquista uma mulher".

Para a ilustradora Bruna Bandeira, que faz desenhos de valorização da autoestima feminina, o "macho hétero" tem, por definição, o "rei na barriga". "Sinto que ele gosta de diminuir a inteligência da mulher, acreditando que ela não é capaz de muitas coisas. Além disso, acha que tudo que ela faz, gira em torno dele. É aquele papo de se a mulher está de saia curta, é porque quer transar com ele. Se escreve alguma coisa, é indireta para ele".

Já para a jornalista Luiza Sahd, que também escreve em Universa sobre sociedade e "coisas difíceis da vida", são três pilares que dão a cara ao "macho hétero": para tentar manter essa "macheza", eles precisam evitar qualquer comportamento que possa ser caracterizado como feminino, infantil ou com menos virilidade.

"Só que esse macho nem existe. Ele é um ideal, né? Os homens ficam tentando ser um tipo de macho que não tem como o ser humano ser. Por que não podem ser frágeis, não podem entrar em contato com os próprios sentimentos, não podem pedir ajuda. Ou estariam demonstrando uma inaptidão tida como infantil", detalha. "Eles têm pavor dessas coisas. E o que separa o homem que persegue esse ideal de macho de um homem mais saudável é não ter esse medo".

Universa Vê BBB