PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Como flertar no feed do Instagram e aperfeiçoar cantada "Emília" de Neymar?

Como paquerar no Instagram? - DariaNK/Getty Images/iStockphoto
Como paquerar no Instagram? Imagem: DariaNK/Getty Images/iStockphoto

Nathália Geraldo

De Universa

16/01/2020 04h00

"Parece a EMÍLIA...'Sítio do Picapau Amarelo'". O comentário, aparentemente sem sentido, foi deixado pelo jogador de futebol Neymar em uma publicação da atriz norte-americana Amanda Cerny no Instagram, na semana passada. A internet não perdoou: viu logo a comparação feita pelo craque como uma cantada —e como um exemplo de como não flertar nas redes sociais.

O recado do atleta para Amanda levantou a questão: qual é a melhor forma de se aproximar de alguém pelo Instagram (rede social que tem tanto ou mais potencial para promover encontros amorosos do que o Tinder)?

Consultamos a coach em relacionamentos Claudia Dem e os youtubers criadores do Canal Soltos, Carol Tilkian e André Lage, especialistas na vida dos solteiros, para entender como a paquera no feed pode se desenvolver até virar um "match" virtual ou real.

Como flertar no Instagram: o poder do feed

Paquera pelo celular - iNueng/Getty Images/iStockphoto - iNueng/Getty Images/iStockphoto
Quer deixar comentários no feed de alguém? Não elogie apenas a aparência
Imagem: iNueng/Getty Images/iStockphoto

A aproximação para sexo casual ou com a pretensão de ter um relacionamento com alguém pelo Instagram não tem fórmula mágica para dar certo; apesar disso, cumprir alguns "rituais da paquera na internet" —sem que isso deixe a pessoa em quem você está interessado constrangida ou preocupada— pode dar bons resultados.

Amanda Cerny - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Esta foi a foto de Amanda Cerny em que Neymar deixou o comentário que gerou discussão
Imagem: Reprodução/Instagram

"A regra número um é: não faça online o que você não faria off-line. Pense que o feed da pessoa é como se fosse uma mesa de almoço de família no domingo, onde estão a tia Cleide e a vó Odete. Essas pessoas também verão as publicações de quem você está interessado", diz Carol Tilkian.

Para a coach de relacionamentos Claudia Dem, quem quer repetir a conduta de Neymar —paquerar alguém publicamente na rede social— precisa entender que o flerte no Instagram segue uma lógica diferente da que rege os contatos por aplicativos de relacionamento. Aqui, paciência é fundamental.

Cultive os likes, regue a interação

Coração no like celular  - Non-exclusive license/Getty Images/iStockphoto - Non-exclusive license/Getty Images/iStockphoto
"Regra dos três likes" ainda não saiu de moda: tenha parcimônia, no entanto
Imagem: Non-exclusive license/Getty Images/iStockphoto

A "regra dos três likes", em que é recomendado deixar três curtidas em fotos aleatórias, para mostrar que você "explorou" algumas publicações da pessoa, parece ser o passo inicial para mostrar que, sim, você tem interesse na pessoa. Stalkear —de maneira saudável, ou seja, sem desrespeitar a pessoa com mensagens ousadas não solicitadas— é a palavra de ordem. "Vale curtir aquela foto de setembro de 2017 para a pessoa perceber que você deu uma breve stalkeada", sugere Carol.

Viu alguém que te interessou na foto de um amigo? Distribua seus likes no feed dessa pessoa para que ela entenda que você está acompanhando um pouco do que ela vive. "Espere passar alguns dias e dê um like. Mais um tempo, mais três likes. E não procure só por selfies: curta fotos de paisagem, de drinques. E, se não houver resposta, não rolou, bola pra frente", diz André.

O tempo da paquera é outro

"A paquera via redes sociais, diferentemente dos aplicativos, requer um pouco mais de investimento. As curtidas nas fotos devem ser feitas (não toda hora, vale lembrar) para que a pessoa se acostume com a sua presença e que possa gostar de você com o tempo. A interação cultiva um laço de uma forma mais natural", explica a coach de relacionamento. "Então, é preciso tempo e paciência."

Movimentos sutis e ousados

Conversa no celular paquera - Non-exclusive license/Getty Images/iStockphoto - Non-exclusive license/Getty Images/iStockphoto
Dica dos especialistas: não fale na internet o que você não falaria pessoalmente
Imagem: Non-exclusive license/Getty Images/iStockphoto

A coach de relacionamentos analisa que começar a seguir o crush no Instagram é um movimento válido para iniciar a interação. "Faça esse movimento seguido de uma breve mensagem privada de agradecimento pela pessoa ter lhe adicionado. Aí, você pode começar a visualizar um ou outro stories e responder com aqueles emojis automáticos."

A abordagem, é claro, não é consenso, como explica Carol. "A primeira interação é como se fosse aquele olhar de interesse na balada. Então, sugiro que evite as reações automáticas. É preciso mostrar que você está fazendo um esforcinho para aquilo. Traduzindo, não dá pra pensar na abordagem como se fosse em uma micareta."

Já os comentários em fotos do feed podem seguir uma linha mais sutil. Para os youtubers do Canal Soltos, mesmo que a pessoa tenha postado uma foto sozinha, de biquíni, cabe pensar mais em comentários sobre o contexto da foto do que em elogios ligados à aparência dela.

"Elogie o que a pessoa publicou, fale se a foto é sensível, se é bonita", diz Carol. "Use também o humor. Se a pessoa estiver com uma roupa vermelha, por exemplo, pode usar a expressão 'Vermelho é a cor mais quente', para fazer referência ao filme ['Azul é a cor mais quente'] e fazer a pessoa rir", exemplifica André.

Mostre quem você é

Se a paquera não for para os Stories (e, se a pessoa não te segue, sua mensagem privada pode cair inclusive no spam), foque na mensagem que quer passar com a abordagem nos comentários. Use uma foto de perfil em que a pessoa também possa ver quem você é e empenhe-se no que vai escrever.

"Por mais que a mulher coloque foto de biquíni na praia, evite o 'gata, gostosa, delícia'. Você pode mais do que isso", diz Carol. "Mesmo porque, se a mulher for bonita, ela pode receber muitas mensagens iguais a essa. É melhor deixar um comentário inteligente", diz Claudia.

Se a pessoa ignora, siga em frente

Especialmente para as mulheres, a abordagem repetida pode se tornar incômoda. Nesse contexto, a máxima "o silêncio também é uma forma de resposta" vale muito. Afinal, a paquera é como uma dança. "Você dá um passo, e a pessoa dá o seguinte", diz Carol.

"Se você curtiu várias fotos e não teve resposta, pode escrever uma mensagem privada e perguntar, de maneira educada, se a pessoa acha que você incomodando. E avisar que, caso esteja, não fará mais."

Relacionamentos