Topo

Universa

Jeffrey Epstein não pensava nas outras pessoas, diz vítima de abuso sexual

Em entrevista, Ki Ki falou pela primeira vez sobre violência praticada por bilionário norte-americano, morto em agosto - The Dr. Oz Show/Reprodução
Em entrevista, Ki Ki falou pela primeira vez sobre violência praticada por bilionário norte-americano, morto em agosto Imagem: The Dr. Oz Show/Reprodução

De Universa, em São Paulo

13/11/2019 19h08

Uma das vítimas de Jeffrey Epstein, bilionário investidor norte-americano preso após denúncias de abuso sexual e morto em agosto, falou pela primeira vez sobre o caso.

Em entrevista ao programa The Dr. Oz Show, apresentado nos EUA pelo canal Sony, a mulher - identificada como Ki Ki - disse ter sido abusada por Epstein quando ainda era adolescente. Para ela, o empresário jamais se arrependeu dos casos que o levaram à prisão.

"No pouco tempo em que estive cara a cara com ele, e depois ouvindo todas as coisas que posteriormente aconteceram, acho que ele não pensava nas outras pessoas. Então, para ele, provavelmente era algo bom, porque ele satisfazia seus impulsos", contou Ki Ki, enquanto chorava.

"O que a outra pessoa ou a outra vítima sentia, não importava, porque era tudo para ele. Satisfazia o que ele sentia, e era isso que importava. Todo mundo era descartável para ele", acrescentou a vítima, que falou pela primeira vez em uma entrevista de TV.

As denúncias de que Epstein seria responsável por abusar sexualmente de mulheres, inclusive menores de idade, começaram a vir à tona em 2005. Condenado pela primeira vez em 2008, e liberado poucos meses depois, ele foi preso em julho desde ano ao ser acusado de tráfico sexual. Em 10 de agosto, apareceu morto em sua cela - segundo laudo, por suicídio.

Durante a entrevista, que vai ao ar amanhã nos EUA, Ki Ki descreveu o primeiro encontro que teve com o bilionário em sua mansão na cidade de Palm Beach, na Flórida. "Uma vez que a porta estava fechada, eu não sabia onde estava. A presença deste homem era tão intimidatória que, mesmo que eu tentasse, eu não conseguiria", disse ela.

FBI investiga morte de Jeffrey Epstein

Band News

Universa