Topo

Moda


Moda

Rihanna posa para revista chinesa e é acusada de apropriação cultural

Rihanna - AFP
Rihanna Imagem: AFP

Da Universa

10/07/2019 13h07

Rihanna foi a escolhida para estrelar a capa da última edição da Harper's Bazaar China, mas, o figurino usado por ela no shooting foi bastante criticado. Nas redes, internautas acusaram a cantora de apropriação cultural, assim como fizeram com a socialite Kim Kardashian no lançamento de sua linha de cintas modeladoras, chamada de "Kimono" anteriormente.

Na última terça (9), a cantora publicou em seus perfis do Instagram e Twitter a foto da capa, na qual aparece trajando um look chinês tradicional. Pouco tempo depois da postagem ter sido feita, críticas, elogios e questionamentos já começaram a aparecer e os comentários compuseram um verdadeiro debate. "Quem te deu esse direito?", comentou uma usuária. "Isso não é apropriação cultural?", questionou outro. Veja a capa abaixo:

Outra internauta, inclusive, resgatou o caso de Kim Kardashian e analisou as duas situações de forma diferente. "Não acho que isso comparado à situação da Kim é a mesma coisa. Apropriação cultural é roubar algo de outra cultura e chamar de seu. Esse é um exemplo que demonstra respeito a outras culturas", escreveu.

Uma fã da cantora demonstrou flexibilidade com a situação e elogiou o look, mas ainda assim não escondeu ter ficado confusa sobre o que define, exatamente, o conceito de apropriação cultural. "Eu te amo, você está poderosa, rainha, mas eu também estou confusa: o que é apropriação cultural? Se uma garota branca usasse essa roupa, ela seria muito criticada. Acho que todo mundo tem direito de experimentar novas culturas e integrá-las no próprio estilo contanto que não ofenda ninguém. Nós tínhamos que parar, de verdade, com esse papo de apropriação", comentou.