Topo

Universa

Top Michelli Provensi fala sobre alimentação saudável de guia para modelos

A top Michelli Provensi no desfile da Amapô - Alexandre Schneider/UOL
A top Michelli Provensi no desfile da Amapô
Imagem: Alexandre Schneider/UOL

FERNANDA SCHIMIDT<br>Do prédio da Bienal<br/>

22/01/2008 00h11

Os convidados e fashionistas presentes nesta edição do São Paulo Fashion Week recebiam, quase que diariamente, o livrinho "Coma bem e sem culpa", um guia de alimentação saudável para modelos.

O objetivo da cartilha é conscientizar as modelos, em especial as mais jovens, sobre a perda ou manutenção de peso correta, feita com a ajuda de uma boa dieta. Para a top Michelli Provensi, destaque em vários desfiles no evento, a idéia é interessante, pois acredita que "toda informação é bem-vinda". Ela ainda completa: "O guia deveria ser entregue para as agências. Elas não têm uma nutricionista para acompanhar as meninas".

O guia traz informações sobre a pirâmide alimentar e como utilizá-la para perder alguns quilinhos, o que se deve ou não fazer, e "dicas de sobrevivência", como não pular refeições, optar por restaurantes por quilo ao invés das lanchonetes e aprender a cozinhar.

Aos 23 anos (sete deles nas passarelas), Michelli aprendeu esses caminhos ao longo da profissão, usando o bom senso. "Não gostava de cozinhar, mas aprendi e agora gosto", disse ela, cuja especialidade são os risotos. "Faço risoto sentimento, coloco tudo o que com vontade no momento", completou.

As habilidades na cozinha são incentivadas pelo guia, principalmente para as modelos que estão chegando no exterior e ainda não conhecem o que as cidades oferecem em termos gastronômicos. "Como viajo bastante, já sei o que tem nos lugares. É o bom da experiência", disse Michelli, que embarca para o Japão na quarta-feira.

Durante semanas de moda, a modelo prefere fazer as próprias refeições. "Não gosto de comer no camarim. Você não sabe de onde vem a comida, tem muitos frios. Tenho um pouco de medo", contou. O boicote aos quitutes do backstage surgiu após ter passado mal há cerce de três anos.

Michelli, no entanto, acha que as comidas oferecidas às modelos antes dos desfiles estão mais saudáveis agora. Antes, afirmou ela, havia bastante sushi, peixes e doces. "Era uma reclamação nossa. Tinha muito brigadeiro, parecia festa de criança. Hoje, você vê frutas, bolo de vez em quando", disse.

Mais Universa