PUBLICIDADE

Topo

Universa

Virzi se inspira nos persas e faz coleção irregular

Looks da Virzi misturavam toques orientais com experimentações - Alexandre Schneider/UOL
Looks da Virzi misturavam toques orientais com experimentações
Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Enviada especial ao Rio

04/06/2007 17h34

A inspiração era persa, a trilha sonora, da cantora inglesa pop sensação do momento Amy Winehouse, a roupa, uma mistura, dentro do estilo casual chique da marca Virzi, de toques orientais com algumas experimentações, em peças de algodão puro com aspecto de linho (as melhores) e seda pura. O resultado, uma coleção que começa interessante, com destaque para as pantalonas de cintura alta, o body preto franzido com colete de moedas e até a blusa creme com abertura nas costas, mas que passa por momentos difíceis na utilização de ilhoses no meio da blusa de seda, na modelagem que acaba marcando culote e barriguinha até de modelos magérrimas. Os looks, que começaram mais poderosos, passaram a não encher tanto a vista nos momentos seguintes, retomando essa idéia de mulher segura, poderosa e levemente misteriosa só no último look, da modelo Daiane Conterato; um vestido curto de alça larga, decote em "v" nas costas e inteiro bordado de moedas de metal.



Pelo cenário, uma cadeira de sultão embaixo de uma árvore cercada por vegetação verde, estilo meio oásis, passaram os looks que oscilavam entre os vestidos e saias mais ajustados e as blusas e calças mais amplas, confortáveis. Muitas aplicações de moedas de metal, em alguns momentos em dourado claro outros em prateado, nas barras de saias e vestidos e nas mangas curtas das blusas. O preto e os tons sujos e claros de marrom (com destaque para o cru) com o toque do metalizado, compuseram a cartela de cores.

Universa