PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Papa elogia mãe que estava amamentando durante celebração

Arquivo - Papa fez elogios a uma mãe que estava amamentando e buscando acalmar seu filho durante a audiência geral - Vincenzo Pinto/AFP
Arquivo - Papa fez elogios a uma mãe que estava amamentando e buscando acalmar seu filho durante a audiência geral Imagem: Vincenzo Pinto/AFP

Cidade do Vaticano

22/10/2020 13h32Atualizada em 23/10/2020 11h38

O papa Francisco fez elogios a uma mãe que estava amamentando e buscando acalmar seu filho durante a audiência geral realizada ontem, na sala Paolo VI, no Vaticano, e disse que aquele momento mostrava a "ternura de Deus".

Segundo o Pontífice, enquanto estava ocorrendo a leitura da Bíblia, chamou sua atenção o fato do neném chorando e da mãe tentando acalmá-lo.

"Vi a mãe que ninava e amamentava o pequeno. Assim faz Deus conosco, como aquela mãe. Com quanta ternura ela movia o menino, amamentava. São imagens belíssimas, e quando isso acontece na igreja, isso de um bebê chorar, é preciso sentir ali que está a ternura de uma mãe que é o símbolo da ternura de Deus com nós", disse aos presentes.

Jorge Mario Bergoglio ainda disse que "nunca se deve silenciar uma criança que chora na igreja, porque é a voz que atrai a ternura de Deus". "Obrigado pelo seu testemunho", disse ainda para a mãe com o bebê no colo.

Ao longo dos anos, Francisco tem adotado essa postura de reforçar a importância da amamentação em qualquer lugar, mesmo que seja durante uma celebração dentro da igreja. O tema é reforçado todos os anos, em janeiro, quando ele preside uma missa de batismo coletivo no Vaticano.

"Se eles começam a chorar é porque estão com calor ou não estão confortáveis. Se tiverem fome, amamentem-nos sem medo, deem lhe de comer, isso também é uma linguagem de amor", disse às mães durante a cerimônia de 2018.

Mães e filhos