Preconceito astrológico: pare de estereotipar os signos, diz Titi Vidal

Se você é de determinados signos, como Áries, Gêmeos, Virgem ou Escorpião, provavelmente já teve de lidar com gente jogando estereótipos na sua cara, para dizer que, no fundo, você não deve ser uma pessoa legal.

Quando alguém faz piada de um determinado signo ou reduz uma pessoa ao signo solar, apenas, ela demonstra que, na verdade, desconhece totalmente o que é astrologia.

Afinal, apesar de muito importantes, os signos são apenas uma pequena parte de tudo.

Quando pensamos no signo solar (o seu signo), estamos reduzindo todo um mapa astral e, portanto, toda uma pessoa, a apenas uma pequena parte do que ela é de fato.

Além disso, cada signo têm diversos significados, possibilidades e formas de expressão que variam de acordo com a forma que aparecem e de todo o contexto de um mapa astral.

Assim, reduzir um signo a um significado é apenas reforçar um estereótipo. Isso ocorre ao dizer, por exemplo, que virginianos são críticos, escorpianos vingativos ou geminianos duas caras.

São definições rasas e que raramente fazem sentido. Ainda mais dentro do contexto de uma leitura completa.

Universo completo

Em um mapa, temos Sol, Lua e os ângulos do mapa (ascendente e meio do céu, por exemplo) em um determinado signo, que vão atuar de acordo com o planeta ou ponto que está ali. Há, ainda, nuances que variam dependendo do contexto inteiro, como a casa astrológica onde se encontra esse planeta ou os aspectos que ele faz em um mapa. Por isso, nem sempre nos identificamos com nosso signo solar.

Continua após a publicidade

Assim, um escorpiano pode ter muito de Sagitário, ou de Libra, bem como um ariano pode ter muito de Peixes e assim por diante.

Além disso, todos nós temos todos os signos em nosso mapa natal. Todos. Sem exceção. Podemos não ter planetas em todos os signos, por isso nem todos os signos são fortes em todo mundo. Porém, todos eles estão presentes em um mapa — ainda que não sejam fortes.

Não raro, quando conheço o mapa de alguém que detesta um determinado signo, a grande surpresa para o dono do mapa é constatar que aquele é, no fundo, um signo importante para ele também.

Ou seja, de repente você tem um planeta super mal-aspectado em um signo que traz tensão em seu mapa. Você deduz que aquele não é um signo legal, mas, na verdade, é apenas seu mapa que não reage bem a ele.

Também acontece de todos que são de um determinado signo, quando pensamos na sinastria (técnica que combina mapas) colocarem aquele Sol em uma área da sua vida para qual não quer olhar. Isso ajuda a fazer com que o signo do outro seja culpado, percebe?

Sem preconceitos

Por fim, é importante lembrar que absolutamente todos os signos têm seus diversos lados, compostos de qualidades e defeitos. Limitar e reduzir a poucos aspectos é estereotipar e desconhecer a complexidade astrológica.

Continua após a publicidade

O mesmo vale para as piadas astrológicas: elas ajudam a reforçar todo preconceito que infelizmente ainda existem com a astrologia e com os profissionais que a praticam, os astrólogos.

Você gosta de Astrologia? Busque conhecer mais a fundo essa área de conhecimento e entender toda sua dinâmica, os significados de todos os signos e a profundidade de um mapa astral.

Se você é de um dos signos que costuma sentir preconceito, desencane e busque saber mais sobre todo o seu mapa. Se você não gosta de um determinado signo, entenda o que ele quer dizer para você.

Vamos combater todo tipo de preconceito, inclusive o astrológico. Todos os signos, assim como todos os mapas, podem ser bem vividos. Basta a gente compreender e fortalecer o melhor que ele tem a oferecer.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes