PUBLICIDADE

Topo

Mayumi Sato

Infeliz com a monogamia? Time de casais liberais tira principais dúvidas

Infeliz com a monogamia? Você não está só! - Photo by cottonbro from Pexels
Infeliz com a monogamia? Você não está só! Imagem: Photo by cottonbro from Pexels
Mayumi Sato

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está "não estamos" só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Colunista do UOL

29/11/2020 04h00

"Como eu falo para a minha parceira que me interesso por swing sem arruinar a nossa relação?"

"Como revelo ao meu parceiro que gostaria de fazer um ménage com outro homem sem que ele se sinta diminuído?"

"Dá pra transformar um relacionamento monogâmico e tradicional em algo mais livre, aberto, sem perder a cumplicidade do casal?"

"Será que o meio liberal é pra mim também?"

"Como eu me comporto em uma casa de swing para ser bem recebido?"

Essas são perguntas frequentes feitas por casais e pessoas solteiras que começam a se interessar pelo meio liberal. E super válidas também, afinal de contas, por ser um assunto permeado de tabus, muitas dessas dúvidas se tornam quase impossíveis de serem resolvidas se você não conhece e tem intimidade com alguém que já vive esse estilo de vida.

Pensando nisso, reuni um time de casais experientes no meio do swing, fetichistas e pessoas com relacionamentos não-tão convencionais, pra contar como foi a sua trajetória, seus desafios e como hoje eles construíram relações verdadeiramente felizes, completas, com cumplicidade e, claro, com o tesão em dia!

Já aviso de antemão: não é infoproduto! É totalmente de graça e eu não vou tentar te vender nada no final :) As inscrições são necessárias pois, por uma questão de privacidade dos entrevistados, os vídeos serão visíveis apenas para quem estiver realmente interessado no assunto. Da mesma forma, quem assiste não precisa se identificar, é claro.

Como eu disse ali em cima, se você se interessa pelo tema e já cogitou viver um relacionamento não-monogâmico, saiba que não está só. Dois estudos independentes, realizados nos Estados Unidos, mostram que 1/5 da população já viveu um relacionamento assim, independente de região, idade, classe social, religião e outros fatores que poderiam impactar na análise.

Esses mesmos estudos indicam que que esse número pode ser ainda maior! Por ser um tema novo, ainda é difícil admitir e reconhecer abertamente esse tipo de experiência, sobretudo ao responder uma pesquisa científica. Assim como você não deve ter muitos amigos e amigas que te contam sempre que fazem ménage ou swing, mas acredite, alguns deles fazem!

A conclusão geral: as pessoas têm se interessado cada vez mais por relações não-monogâmicas nos últimos 10 anos e a tendência é que cada vez mais casais vivam dessa forma, felizes e sem culpa.

Dito isso, fica aqui o meu convite pra acompanhar a nossa Semana Liberal e entender um pouco mais do que são as relações não monogâmicas e como esse olhar e essas experiências podem te ajudar a ter uma relacionamento melhor!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Mayumi Sato