Topo

Voltar a fazer sexo com o marido após anos de casamento é missão possível?

Imagem: Getty Images
Ana Cristina Canosa Gonçalves

Colunista do UOL

01/10/2020 04h00

Pergunta da leitora: Gostaria de saber: como se volta a gostar de fazer sexo com o marido?

Há quem aposte que o formato do casamento tradicional tem o poder de acabar com o sexo. Embora eu conheça casais que fazem sexo gostoso ao longo de toda a sua jornada conjugal, verdade seja dita: muitos chegam a passar anos sem transar.

Podemos responsabilizar o cotidiano que nos consome, a convivência e a falta de cuidado e gentileza, os apertos financeiros, a chegada dos filhos, problemas de saúde física e mental, os projetos pessoais que nos distraem do investimento necessário no casal. Mas a questão é que o desejo sexual gosta mesmo de criatividade e é aí que se impõe o desafio: como colocar risco no que é seguro, mistério no que é familiar, novidade no que é duradouro?

O desejo nasce na falta, e a presença constante e maciça do outro em nossa vida cotidiana pode nos preencher com intimidade emocional, mas não erótica. Se a sua questão é falta de interesse, terá que lançar mão do desejo responsivo, aquele que é mobilizado por situações ou estímulos.

Avalie o que te deixa disponível para fazer sexo: situações mais românticas, viagens, sacanagem ao pé do ouvido e busque dinamizar a vida a dois de vocês para esses cenários que te instigam. Ativar a memória erótica, lembrando como vocês já foram parceiros cheios de desejo, recordando as relações sexuais mais divertidas e intensas que tiveram.

É preciso se disponibilizar para o sexo, com uma mente aberta voltada para o prazer, e não para ressentimentos, mágoas e tristezas. Não espere do outro, alimente a sua cabeça: escute áudios eróticos, leia contos e romances regados a cenas sexuais, filmes excitantes.

Solicite de seu marido disponibilidade para tratar do assunto, conversando com ele sobre fantasias sexuais e gostos individuais.

Outra pergunta que você deve se fazer: será que é um desinteresse seu por sexo de modo geral, ou só com ele? Se sua vida anda chata, sem graça nenhuma, será importante trazer de volta alguma alegria. Pode ser que o problema seja que você está gostando menos do seu marido como um todo.

Pode ser que ele seja um marido chato, do tipo que reclama de tudo da vida, crítico ao extremo; difícil a gente ter tesão em pessoas que passam o dia de cara fechada. Outra coisa comum são os parceiros pouco gentis e amorosos, que tratam as mulheres como se fossem os amigos de bar. Vai ver que ele anda desleixado com as roupas que veste ou o corpo dele não é mais atraente; então vocês precisarão investir em qualidade no sexo para compensar a falta de atração física.

Quando você me pergunta como voltar a gostar de fazer sexo com ele, precisamos pensar por que você deixou de gostar, ou se alguma vez de fato teve prazer na relação sexual de vocês.

Muitas vezes a gente subestima a importância de uma boa química sexual, dando mais valor a outras dimensões do relacionamento, como o bom convívio, a intimidade e a formação familiar.

Nos encantamos mais com o romance que nos legitima a feminilidade do que com a pessoa em si e deixamos de priorizar a relação sexual: rápida demais, com pouco erotismo, muito direto ao ponto, sem enamoramento anterior e pior, sem estimulação no clitóris, o nosso órgão responsável pelo prazer e orgasmo.

Muitas mulheres fingem que gozam para "agradarem" seus parceiros, ou para acabar logo a relação, que está sem graça nenhuma, o que alimenta um ciclo de insatisfação: por que raios você deveria ter vontade de transar se o sexo entre vocês não lhe garante prazer?

Se é assim com você, não espere que tudo mude de uma hora para outra; seu marido não tem bola de cristal. Será preciso muita conversa para que ambos possam aprimorar práticas sexuais. É a qualidade do sexo o ponto de ancoragem da vida sexual de um casal longínquo.

Agora, se você está é com vontade de variar sexualmente, pois a novidade lhe estimula, sinto lhe dizer que esse é o dilema das pessoas casadas em relações monogâmicas: ter que renunciar ao diferente para manter o acordo. Nesse sentido, maridos e esposas saem perdendo, pois mesmo que sejam boas parcerias sexuais e que se renovem, ainda assim são nossos velhos conhecidos.

Quer que Ana Canosa analise sua dúvida em sua coluna? Mande perguntas para universa@uol.com.br com o assunto #sexoterapia. Mantemos o anonimato.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Voltar a fazer sexo com o marido após anos de casamento é missão possível? - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL