PUBLICIDADE
Topo

Cerca de 50 múmias são descobertas no Vale dos Reis do Egito

Um enorme túmulo foi descoberto na margem ocidental do vale do Nilo, em Luxor, no sul do Egito - Conselho Supremo de Antiguidades do Egito/Reuters
Um enorme túmulo foi descoberto na margem ocidental do vale do Nilo, em Luxor, no sul do Egito Imagem: Conselho Supremo de Antiguidades do Egito/Reuters

Shadia Nasralla

Em Cairo

28/04/2014 13h46

Os restos de cerca de 50 múmias, incluindo de bebês recém-nascidos e atribuídas à 18ª dinastia faraônica, foram encontrados em uma enorme tumba no Vale dos Reis em Luxor, disse o ministro de Antiguidades, Mohamed Ibrahim, nesta segunda-feira.

Caixões de madeira e máscaras mortuárias foram encontradas ao lado dos corpos, datados provavelmente do período do Império Novo, disse Ibrahim segundo a agência de notícias estatal Mena, fazendo referência às 18ª, 19ª e 20ª dinastias egípcias, que governaram entre cerca de 1567 e 1085 a.C.

De acordo com estudos iniciais sobre a descoberta, os corpos de príncipes e princesas se encontram entre os achados na tumba, que foi saqueada em épocas anteriores, noticiou a Mena.

A descoberta foi feita por uma equipe suíça da Universidade da Basileia, trabalhando em parceria com o governo egípcio.

Antiguidades são vitais para o setor de turismo no Egito, fortemente atingindo pela insegurança e caos político instalado desde a Primavera Árabe, mas o país tem sido mal sucedido em proteger localidades antigas e impedir os saques a museus, mesquitas e lojas, assim como as escavações ilegais.