PUBLICIDADE
Topo

Redmi Note 10 5G teve que sofrer 'cortes' para ter 5G e preço mais em conta

Redmi Note 10 5G - Renata Baptista/Tilt
Redmi Note 10 5G Imagem: Renata Baptista/Tilt

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

28/07/2021 18h44

O 5G ainda não se tornou realidade no Brasil, e nem tem data oficial para tanto. Mas se você é do tipo prevenido e já quer estar pronto para usar a nova tecnologia, uma das opções mais baratas disponíveis no mercado hoje é o Redmi Note 10 5G.

O celular foi lançado aqui no Brasil em junho do ano passado, em meio a várias outras novidades da Xiaomi - como o Redmi Note 10 Pro e o Redmi Note 10S, o Poco X3 Pro e o Poco F3, e o Mi 11.

Ele é o único desta leva com suporte às redes 5G. Tendo também o preço mais baixo entre os demais, é notório que ele teve que passar por alguns ajustes para barateá-lo.

Um dos cortes foi a tela - ele é o único entre os lançamentos recentes da Xiaomi que não vem com uma Amoled, de maior qualidade, sendo equipado com uma LCD.

No quesito conjunto de câmeras, o celular também sai um pouco atrás de seus "irmãos". Ele vem com uma lente principal de 48 MP — a câmera principal do 10S, por exemplo, tem 64 MP; e a do Note 10 Pro, 108 MP. Porém ainda assim entrega bons resultados para um intermediário.

Colocando os prós e contras na balança, será que o Redmi Note 10 5G é o celular ideal para você? Descubra a seguir.


Divulgação/Xiaomi

Redmi Note 10 5G

Preço

R$ 2.699 R$ 1.568 (Shopping UOL - 29/07/2021) Comprar
TILT
3,4 /5
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

Pesa apenas 190 gramas

A bateria é de 5.000 mAh é robusta e tem boa autonomia

Pontos Positivos

  • Bateria tem boa autonomia
  • Vem com capinha de silicone transparente e carregador na caixa
  • Tem acesso a 5G

Pontos Negativos

  • Conjunto de câmeras é inferior ao de rivais
  • Tela com pouco brilho e som mono comprometem experiência em filmes e jogos

Veredito

É um bom celular para acesso à tecnologia 5G - com boa autonomia de bateria, design bonito e um preço acessível. Porém, deixa a desejar em alguns pontos, como tela e conjunto de câmeras.

Como já adiantei, a tela foi um dos pontos comprometidos para baratear o celular. Diferentemente dos outros lançamentos da Xiaomi, que ganharam uma tela Amoled, o Redmi Note 10 5G ganhou uma tela LCD, o que limita o brilho e a vivacidade das cores. Ainda assim, a tela tem um bom tamanho (16,51 cm na diagonal) e um bom contraste de cores.

Redmi Note 10 5G - Renata Baptista/Tilt - Renata Baptista/Tilt
Imagem: Renata Baptista/Tilt

A taxa de atualização é de 90 Hz, o que garante fluidez a vídeos e jogos. A tecnologia AdaptiveSync alterna a velocidade do painel a depender do conteúdo para ajudar a economizar bateria, chegando a no mínimo 30 Hz durante a exibição de vídeos.

Algo que gostei de experimentar foi o modo leitura 3.0, que ajuda a simular folhas de papel de um livro. Claro que não é a mesma sensação de folhear algumas páginas, mas certamente garante mais conforto à leitura.

O Redmi Note 10 5G é um celular simples, leve (190 g) e bem elegante. A tampa traseira é feita de plástico e os cantos são levemente curvados, o que o torna sua pegada bastante confortável.

Redmi Note 10 5G - Renata Baptista/Tilt - Renata Baptista/Tilt
Imagem: Renata Baptista/Tilt

O bloco de câmeras na traseira tem formato retangular, com cantos arredondados, e agrupa três câmeras traseiras e o flash de LED — um aro cromado engloba duas das câmeras, e não apenas a principal. Como é um bloco saltado do corpo do aparelho, dá impressão que fica mais suscetível a arranhões.

A parte frontal segue com o mesmo padrão dos lançamentos Xiaomi, com um furo no topo para a câmera de selfie.

Recebi para teste um modelo cinza (Graphite Gray), e achei bem bonito, com um brilho sutil e discreto, ainda que ele fique cheio de marca de dedos. As outras cores disponíveis são prata (Chrome Silver), azul (Nighttime Blue) e Aurora Green (verde).

Redmi Note 10 5G: o que vem na caixa - Renata Baptista/Tilt - Renata Baptista/Tilt
O que vem na caixa do Redmi Note 10 5G
Imagem: Renata Baptista/Tilt

A capinha de silicone que vem na caixa também pode ajudar como uma proteção extra, uma vez que (também talvez por questões de economia) o celular não possui a certificação IP53, que protege contra poeira e respingos d'água, e que está presente nos outros modelos da linha, como Redmi Note 10 Pro. O vidro da tela conta com a tecnologia Gorilla Glass 3.

O processador é o MediaTek MT6833 Dimensity 700 5G, aliado a 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno.

Aplicativos de redes sociais e de troca de mensagens rodaram bem durante os testes, sem engasgos. Nos jogos, o desempenho também foi positivo — e a tela de 90 Hz foi bem aproveitada.

Ainda que a uma bateria de 5.000 mAh já não seja mais algo tão impressionante atualmente, vale dizer que se trata de algo importante. O Redmi Note 10 5G, em uso moderado — com jogos e filmes — conseguiu durar pouco mais de um dia sem precisar de uma nova carga.

A promessa da Xiaomi é de que você não precisará carregá-lo por até dois dias. Com um uso bem moderado, talvez seja possível chegar à marca.

A fabricante chinesa inclui um carregador de 22,5 watts na caixa do produto. De 0% a 100%, o celular levou cerca de duas horas para ser carregado, estando à frente de alguns rivais.

Como já adiantei, no conjunto de câmeras, o Redmi Note 10 5G também fica atrás de seus irmãos lançados recentemente pela Xiaomi e também de outros celulares intermediários à venda no Brasil, como os Galaxy A32/A32 5G e Moto G 5G Plus, por exemplo.

Detalhe do conjunto traseiro de câmeras - Renata Baptista/Tilt - Renata Baptista/Tilt
Detalhe do conjunto traseiro de câmeras
Imagem: Renata Baptista/Tilt

A lente principal possui 48 MP — a câmera principal do 10S, por exemplo, tem 64 MP; e a do Note 10 Pro, 108 MP. Em condições normais, com boa iluminação, ela consegue fazer fotos bacanas, com bons contrastes e cores vivas. Mas em ambientes mais escuros ou com iluminação artificial, dá para notar algumas limitações, como algumas fotos saindo meio pálidas. Há um atalho para ativar o modo com inteligência artificial, que promete melhorar as fotos, mas ele às vezes aumenta a saturação.

Não há sensor com lente ultra grande-angular, que serve para capturar mais conteúdo numa só imagem e já é algo bem comum em modelos mais básicos.

Completam o conjunto de câmeras uma lente macro (para tirar fotos de pertinho sem perder o foco, mas que, por possuir apenas 2 MP, deixa um pouco a desejar) e um sensor de profundidade de 2 MP (para borrar o fundo em fotos com "modo retrato").

A lente de selfie tem 8 MP, e na minha opinião, deixa as fotos granuladas.

Redmi Note 10 5G: Fotos tiradas com o celular da Xiaomi

A câmera do Redmi Note 10 5G não filma em 4K, como acontece com a sua versão 4G ou em modelos como o Galaxy A52. Tanto a câmera traseira como a frontal fazem imagens em Full HD com, no máximo 30 FPS — o que compromete a fluidez das gravações e a qualidade. A captura de áudio é estéreo e entrega um bom resultado.

Quanto ao sistema de som, mais uma vez parece que o Redmi Note 10 5G levou a pior perto de seus irmãos, que possuem som estéreo. O celular tem apenas um alto-falante, localizado na parte de baixo do aparelho. A potência sonora, no entanto, é compatível com a de outros aparelhos intermediários, com um volume bem alto.

Redmi Note 10 5G - parte inferior - Renata Baptista/Tilt - Renata Baptista/Tilt
Redmi Note 10 5G - parte inferior
Imagem: Renata Baptista/Tilt

Além do alto-falante, na parte inferior do telefone há uma porta USB-C para carregamento e transferência de dados e um microfone para chamadas.

O sensor lateral de impressão digital é bem efetivo — e se você preferir, há ainda a opção de usar o desbloqueio facial.

Há entrada para fone de ouvido de 3,5 mm e suporte ao NFC, que permite pagamentos por aproximação. Como o nome já adianta, ele tem conectividade com a rede de internet de quinta geração.

Parece que o que a Xiaomi tinha na cabeça ao fazer este celular era entregar um produto com acesso à tecnologia 5G por um preço mais acessível. E, por causa disso, teve que sacrificar alguns pontos, como tela e conjunto de câmeras, como já falei por aqui.

O que deve ser levado em consideração é: vale a pena se antecipar em ter um 5G com um bom preço ainda que não tenhamos data para usufruir totalmente da tecnologia por aqui? Ou não seria melhor optar por alguns dos celulares 4G melhores e mais baratos que estão no mercado?

Entre os celulares com acesso a 5G e que estão no mesmo patamar de preço, o Redmi Note 10 5G pode ser superado pelo Moto G 5G ou pelo Realme 7 Pro, que entregam configurações mais interessantes. Mas se você gosta dos celulares da Xiaomi e 5G não é uma prioridade no momento, vale investir nos Redmi Note 10 e Note 10S.

Especificações técnicas
  • Sistema Operacional

  • Android (MIUI)

  • Dimensões

  • 161,8 x 75,3 x 8,9 mm

  • Resistência à água

  • -

  • Cor

  • Chrome Silver (prata), Nighttime Blue (azul), Graphite Gray (cinza) e Aurora Green (verde)

  • Preço

  • R$ 2.699

Tela
  • Tipo

  • LCD

  • Tamanho

  • 6,5 polegadas

  • Resolução

  • FHD+ (2400x1080)

Câmera
  • Câmera Frontal

  • 8 MP

  • Câmera Traseira

  • 48 MP + 2 MP + 2MP

Dados técnicos
  • Processador

  • MediaTek Dimensity 700 5G

  • Armazenamento

  • 128 GB

  • Memória

  • 4 GB

  • Bateria

  • 5.000 mAh