PUBLICIDADE
Topo

Xiaomi lança linha Redmi Note 10 no Brasil, com preços a partir de R$ 2.799

Redmi Note 10 Pro - Xiaomi/Divulgação
Redmi Note 10 Pro Imagem: Xiaomi/Divulgação

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

06/05/2021 09h25

A Xiaomi anunciou, em evento divulgado em suas redes sociais nesta quarta-feira (5), o lançamento da linha Redmi Note 10 no Brasil com dois modelos: o Note 10 Pro e o Note 10 S. Os preços variam entre R$ 2.799 e R$ 3.399.

Pela primeira vez, os aparelhos da série Redmi Note chegam com telas grandes de Amoled. Além de quatro câmeras traseiras, eles têm carregador rápido de 33W, cabo e uma capa transparente para proteção.

O modelo Pro apresenta alguns recursos a mais, e se aproxima em preços e características do Galaxy A52, lançado recentemente pela Samsung. O Redmi Note 10 S é a versão de entrada, na comparação com o 10 Pro. A tela é um pouco menor e as câmeras são inferiores em resolução: no 10 Pro, a câmera principal tem 108 MP, enquanto a do 10 S é de 64 MP, por exemplo.

Os aparelhos ainda não são compatíveis com a tecnologia 5G, como alguns outros intermediários da marca.

Em conversa com Tilt, o head do projeto Xiaomi Brasil, Luciano Barbosa, destacou que a fabricante tem apostado no mercado de smartphones intermediários com recursos de premium. "São smartphones 'utilitários', quase '4X4'. Atendem bem ao usuário corporativo, gamer ou de redes sociais", disse.

As vendas começam no site oficial e em lojas parceiras.

Redmi Note 10 Pro

Tilt já havia adiantado suas primeiras impressões sobre o Redmi Note 10 Pro, que pode ser comprado em três cores: bronze gradiente, cinza ônix e azul glacial.

O celular vem com processador Snapdragon 732G, linha intermediária da Qualcomm otimizado para rodar games.

A tela tem 6,67 polegadas (cerca de 17 centímetros) e proteção Gorilla Glass 5 para evitar arranhões.

Redmi Note 10 Pro - Xiaomi/Divulgação - Xiaomi/Divulgação
Redmi Note 10 Pro
Imagem: Xiaomi/Divulgação

A bateria é bem robusta, com 5.020 mAh. De acordo com Barbosa, o carregamento total da bateria se dá em cerca de uma hora, e ela é suficiente para 27 horas de leitura, 23 horas de vídeo, 12 horas de jogo ou 50 horas em uso normal.

O conjunto de câmeras traz:

  • principal de 108 MP
  • telemacro de 5 MP
  • ultra angular de 8 MP com campo de visão de 118 graus
  • sensor de profundidade de 2 MP
  • câmera frontal (selfie), com 16 MP

O modelo ainda possui leitor de digitais na lateral, som estéreo e porta P2 para fones.

    Confira os preços de lançamento do Redmi Note 10 Pro:

    • RAM de 6 GB + armazenamento de 64: R$ 3.299
    • RAM de 6 GB + armazenamento de 128 GB: R$ 3.399

    Redmi Note 10 S

    Já o Redmi Note 10 S é um pouco menor, com tela de 6,43 polegadas (cerca de 16 centímetros), e pode ser encontrado nas cores pedra branca, oceano azul e cinza ônix.

    O processador é o Helio G95, da taiwanesa MediaTek — concorrente da Qualcomm. A velocidade da GPU (unidade de processamento gráfico) chega até 900 MHz, aumentando em 31% o desempenho gráfico do smartphone, na comparação com a sua versão anterior, o Redmi Note 9S.

    Redmi Note 10 S - Xiaomi/Divulgação - Xiaomi/Divulgação
    Redmi Note 10 S
    Imagem: Xiaomi/Divulgação

    A bateria é um pouco mais modesta comparada à versão Pro, com 5000 mAh, mas, de acordo com a fabricante, segura dois dias sem precisar de carregamento.

    O conjunto de câmeras apresenta:

    • principal de 64 MP
    • ultra wide de 8 MP
    • sensor de profundidade de 2 MP
    • macro de 2 MP
    • câmera frontal (selfie) de 2 MP

    Confira os preços de lançamento do Redmi Note 10 S:

    • RAM de 6 GB + armazenamento de 64 GB: R$ 2.799
    • RAM de 6 GB + armazenamento de 128 GB: R$ 2.999