PUBLICIDADE
Topo

Internautas trollam bandidos em golpe do WhatsApp; veja dicas de segurança

Internauta trolla bandido em golpe do WhatsApp e viraliza - Reprodução/Twitter
Internauta trolla bandido em golpe do WhatsApp e viraliza Imagem: Reprodução/Twitter

Juliana Stern

Colaboração para Tilt, em São Paulo

30/11/2021 13h16

Você já recebeu mensagens no WhatsApp de familiares ou conhecidos pedindo dinheiro emprestado? Todo cuidado é pouco. Os criminosos tentam de tudo para convencer as pessoas a caírem na mentira. Na última semana, uma publicação no Twitter viralizou com um registro de uma tentativa do "golpe do zap". A publicação soma até o momento mais de 11,9 mil curtidas.

No print de tela, uma conversa entre uma mãe e o suposto filho é destacada. O rapaz diz que o número de celular mudou e pede para que ela apague o antigo. Na sequência, ele diz que precisa de um favor até o dia seguinte. O que o criminoso não esperava era que o filho "oficial" estava no quarto ao lado de onde a mãe estava.

Após a postagem, alguns internautas compartilharam que já passaram por situações parecidas. Outros destacaram que a trollagem contra o criminoso representava o desejo de muita gente que já se deparou com tentativas de golpe envolvendo o WhatsApp.

Esse aqui, por exemplo, não conseguiu dar golpe por ser fofoqueiro.

Alguém pediu dinheiro? Fique em alerta

Existem situações em que as potenciais vítimas acabam percebendo rapidamente que mensagens com pedidos de dinheiro são golpes. Contudo, o poder de convencimento dos criminosos não pode ser levado como brincadeira.

Situações de vulnerabilidade, como familiares internados em hospitais, e momentos de desatenção costumam ser usados pelos golpistas para atrair mais vítimas.

E por que o WhatsApp é queridinho dos criminosos? A resposta é simples: o serviço de mensagens é o mais usado no Brasil. Estima-se que mais de 110 milhões de brasileiros usam o app. Logo, quanto mais eles tentam, maiores as chances de as pessoas caírem.

Com as estratégias mais mirabolantes, os criminosos usam a chamada engenharia social. Ela nada mais é do que a criação de histórias para convencer os usuários. Pedidos de transferência de dinheiro (via app do banco ou PIX) e/ou dados pessoais estão entre as ações mais comuns.

Uma outra vertente dos golpes do WhatsApp é a clonagem de contas. Nesses casos, as vítimas são induzidas a fornecerem o código de autenticação do aplicativo —que é enviado via SMS— sem perceberem que estão fazendo isso.

Uma característica desse golpe é que os bandidos fazem a lição de casa. Para isso, acessam perfis abertos de Instagram e Facebook, anúncios em sites de compra e venda ou até mesmo o LinkedIn de possíveis vítimas.

Eles pegam nome, foto de perfil e informações sobre quem é familiar, amigo(a) ou namorado(a) da vítima. Tudo para conseguir a confiança dos seus contatos.

Há também aqueles que preferem dar um contra golpe nos bandidos. Vai que consegue né?

Como aumentar a segurança

O WhatsApp sugere algumas medidas de segurança para evitar o roubo de contas:

  • Nunca compartilhar código de confirmação do WhatsApp recebido por SMS com amigos ou familiares.
  • Desconfie de pessoas pedindo dinheiro via mensagem e sempre ligue para confirmar antes de fazer qualquer tipo de transferência.
  • Não abrir links desconhecidos recebido via SMS.
  • Cuidado ao abrir links recebidos. O golpe em que se envia uma mensagem chamativa com um link malicioso é chamado de phishing. Os golpistas costumam usar falsas promoções, atualizações de cadastro, ofertas de emprego e notícias sobre celebridades para atrair a vítima. Ao clicar, um programa espião, por exemplo, pode ser instalado no celular para obter informações pessoais, como dados bancários.

Confirmação em duas etapas

Ela funciona como uma camada a mais de segurança e pode ser ativada nas configurações do aplicativo.

  • Para isso, vá em Configurações > Conta > Confirmação em duas etapas.
  • Crie um PIN (conjunto de códigos numéricos) que será solicitado de tempos em tempos.

Esconder a foto de perfil de desconhecidos

A rede também sugere que você configure que apenas seus contatos vejam sua foto de perfil.

  • Para isso, vá em Configurações > Conta > Privacidade > Foto de perfil e selecione Meus Contatos.

Outra medida que pode evitar cair na lábia de bandidos tentando se passar por alguém que você conhece é perceber como a pessoa está escrevendo. Cada um tem um jeito de se comunicar pelo aplicativo e nem sempre o criminoso consegue copiar nosso jeitinho.

Outra dica é ficar atento às mensagens de bancos e instituições financeiras. De praxe, nenhum banco envia comunicados pelo WhatsApp e não pedem confirmação de dados pessoais por mensagens. Cheque sempre o número e ortografia do texto da mensagem.

Fui clonado, e agora?

Se você foi vítima de um golpe e clonaram sua conta no WhatsApp, a plataforma sugere tentar desconectar o golpista. Você pode fazer isso se conectando novamente no aplicativo pelo seu celular: entre no WhatsApp com seu número de telefone e confirme o código de seis dígitos que chegar por SMS. Assim, diz a rede, a pessoa que estiver com sua conta será desconectada.

Se você desconfia que alguém está usando sua conta, também é possível desconectar todos os aparelhos conectados.

Android/WhatsApp Web

  • Vá ao menu Mais Opções (fica no lado direito superior e é identificado com três pontinhos) > Aparelhos Conectados.
  • Escolha os que você quiser desconectar.

iOS

  • Vá em Configurações > Aparelhos Conectados e escolha os que você quiser desconectar.