PUBLICIDADE
Topo

Qual é o jeito certo de limpar os vidros da casa e o box do banheiro?

Simon Kadula/ Pixabay
Imagem: Simon Kadula/ Pixabay

Colaboração para Tilt, em São Paulo

29/11/2021 04h00

Na hora da limpeza da casa, tirar aquelas marcas de dedos das janelas e as manchinhas brancas de quem tem box no banheiro fica na lista de prioridades. Mas o processo tem lá suas particularidades. E a principal delas é o cuidado que se deve ter para que eles não fiquem riscados.

Segundo especialistas consultados por Tilt, é preciso ficar de olho na frequência que a limpeza é realizada. "Principalmente no box, o ideal é não passar de cinco dias sem limpar, porque quanto mais sujo, mais difícil fica de tirar a gordura", explica Thatiane Marini, professora de química do Poliedro Colégio de São Paulo.

A ciência por trás do vidro

A composição do vidro é formada por areia, carbonato de sódio (barrilha), calcário, óxido de minerais (como óxido de ferro), dentre outros.

A diferença dos vidros que ficam no box para os das janelas de casa é que eles são temperados, ou seja, são vidros comuns submetidos a um processo de aquecimento a altas temperaturas seguido por um resfriamento brusco, produzindo um material mais resistente.

"O vidro do box é tratado e mais resistente por conta de aguentar o impacto de abrir e fechar, bem como do calor na hora do banho. Se o vidro for mais simples, ele pode trincar", diz Marini.

Poeira, manchas da mão, produtos de higinene e a gordura natural do nosso corpo que é expelida no suor e na transpiração contribuem para que os vidros fiquem sujos.

"No caso dos vidros do box, ele fica com resíduos de sabonete e pode sofrer um ataque químico superficial, o que pode deixá-lo um pouco fosco e com manchas brancas. Tudo porque ele perde o polimento superficial", acrescenta o professor Reinaldo Bazito, doutor do Instituto de Química da USP (Universidade de São Paulo).

Como ter uma limpeza eficaz?

Bom, diferentes produtos podem ser usados para o processo. Confira a seguir alguns deles e como eles são capazes de limpá-lo.

Detergente/sabão líquido

Segundo Carlos Alberto M. Ciscato, coordenador de química do cursinho Intergraus, produtos como detergente e sabão líquido são os melhores para garantir a limpeza, já que eles possuem propriedades que dissolvem a camada de gordura e retiram a sujeira dos vidros.

O segredo é, após a limpeza, enxaguar o produto e secar a água. "Assim não fica nenhum resíduo e nem mancha", diz.

Limpa vidro

Os produtos típicos comercializados para esse fim também são formulados para limpar o vidro sem manchar.

Sua composição é feita de detergente, outros solventes e substâncias que permitem criar uma espécie de "filtro fininho" de camada no local em que é aplicado. Por isso que, ao limpar com o produto, a superfície fica uniforme e sem manchas.

Misturinha de vinagre branco, bicarbonato e suco de limão

Segundo a professora Eny Maria Vieira, doutora e responsável pelo grupo de química analítica ambiental e ecotoxicologia da USP, usar uma bucha para esfregar o vidro com uma pastinha de vinagre, bicarbonato e suco de limão também funcionará como um abrasivo (o processo é parecido com o que o detergente faz).

O resultado será um vidro bem limpo.

Encerar

Uma outra alternativa após a limpeza do vidro do banheiro é passar um produto para encerar todo o local. Assim a água bate, mas não fica manchado, explica Vieira. "Facilita muito."

E o que evitar?

Ácidos concentrados e produtos muito básicos, como soda cáustica, devem ser evitados, já que produzem um ataque químico ao vidro.

Também não é indicado o truque de limpar os vidros com jornal, já que ele não tem qualquer ação química que possa potencializar a limpeza.

"Inclusive, se tiver partículas de poeira no vidro, ao passar o jornal, você pode riscar a superfície. Para evitar esse efeito, o ideal é finalizar a limpeza com um pano suave", ressalta Bazito.