PUBLICIDADE
Topo

Fim de uma era: Google encerra suporte para buscas no Internet Explorer

Navegador Internet Explorer mostrando a interface de busca do Google - Getty Images
Navegador Internet Explorer mostrando a interface de busca do Google Imagem: Getty Images

Aurélio Araújo

Colaboração para Tilt, em São Paulo

06/10/2021 15h13

A pesquisa do Google não mais terá suporte para o Internet Explorer (IE), o famoso navegador da Microsoft. É mais uma cartada final no já combalido software que, em 2003, chegou a ser usado por 95% dos internautas para acessar a internet.

Isso não significa que as pessoas que ainda usam Internet Explorer não conseguirão mais fazer buscas no Google, é bom deixar claro. O que acontece é que elas deixarão de ter a experiência completa, com as animações e recursos que o buscador costuma apresentar.

A última versão do Explorer é o IE 11, lançado em 2013. Desde então, a Microsoft desenvolveu outro navegador, o Edge, que chegou ao mercado em 2015. A empresa, inclusive, deixará de oferecer o Internet Explorer nas versões de consumidor do Windows 10 após junho de 2022.

Navegador popular

O Explorer ainda é o navegador padrão de sistemas operacionais como os Windows 7, 8 e 8.1, o que pode impactar o uso do Google de muita gente. Segundo informações do site StatCounter, o IE ainda é usado por 1,3% das pessoas que acessam a internet em desktops.

À primeira vista, isso pode parecer pouco, ainda mais em comparação com os índices de 2003, mas basta refletir sobre quanta gente está na internet para concluir que 1,3% dessas pessoas ainda é muito.

Claro, vários já abandonaram o Internet Explorer pelo Google Chrome ou pelo Mozilla Firefox, mesmo usando ainda computadores com Windows que o têm como padrão. Por isso, o Chrome é usado por 67,5% dos internautas e o Firefox por 7,9% deles, segundo o StatCounter.

Por que deixar de oferecer suporte

Com a chegada do Microsoft Edge no mercado, o Explorer perdeu muito espaço, mesmo entre os entusiastas da empresa fundada por Bill Gates.

Manter suporte para a busca do Google em um navegador exige investimento e esforço por parte da empresa desenvolvedora, e o Google decidiu que simplesmente não compensa mais gastar recursos com isso.

O encerramento do suporte por parte do Google foi compartilhado via Twitter por Malte Ubl, engenheiro de software na empresa, que escreveu: "estou postando isso mais para que você possa mostrar para seu chefe". É uma brincadeira com empresas que ainda utilizam Internet Explorer por questões burocráticas.

Ao site 9to5google, a empresa confirmou que o Internet Explorer 11 não é mais oficialmente compatível com sua plataforma de pesquisas. Sobre o motivo da alteração, o Google disse que o Internet Explorer representava apenas uma pequena porcentagem das buscas em todo o mundo.