PUBLICIDADE
Topo

Celular dobrável e nada do Note: O que esperar dos lançamentos da Samsung

Galaxy Z Flip lançado em 2020; no evento de 11 de agosto, os destaques devem ser os dobráveis - Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Galaxy Z Flip lançado em 2020; no evento de 11 de agosto, os destaques devem ser os dobráveis Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

De Tilt, em São Paulo

04/08/2021 04h00

No próximo dia 11 de agosto, ocorrerá o Galaxy Unpacked, o segundo grande evento da Samsung sobre smartphones. Tradicionalmente, é nele que a marca sul-coreana mostra novidades sobre seus telefones dobráveis, uma nova versão do Galaxy Note com uma canetinha inclusa, além de um novo smartwatch.

Tudo indica que neste ano teremos tudo isso, menos o Galaxy Note, que não deve fazer parte do portfólio da empresa neste ano. A expectativa é que haja concentração nos anúncios de telefones dobráveis da companhia, até pelo que diz o teaser da empresa em vídeo: Prepare-se para desdobrar (Get ready to unfold).

Para já fazer um esquenta para o evento, reunimos os principais rumores relacionado ao grande evento da Samsung do segundo semestre.

Galaxy Fold 3

O site "Ars Technica" indica que uma das novidades do evento é a apresentação do Galaxy Fold 3, que lembra bastante o Galaxy Z Fold 2, lançado em 2020.

Como novidade, ele deve contar com bons refinamentos, como uma tela maior e um vidro dobrável na parte de dentro, o que deve ajudar a ter uma resistência maior.

A tela principal deve ter 7,5 polegadas, enquanto a outra deve ter 6,23 polegadas — ambas com taxa de atualização de 120 Hz (que reflete em transição de imagens mais fluidas). Sem o Galaxy Note, o Fold 3 deve ter suporte à canetinha S Pen para não deixar os fãs de mãos abanando, com grandes chances de ela ser vendida separadamente.

No que diz respeito ao conjunto de câmeras, ele teve ter três principais de 12 MP, uma para selfie de 10 MP e uma outra interna de 4 MP. Mas não há tantos detalhes vazados sobre os sensores.

Como é praxe, em alguns mercados o Fold 3 deve vir com o chip Exynos 2100, da Samsung, e em alguns outros o processador deve ser o Snapdragon 888 Plus. Todos deverão ter 5G.

Por dentro, ele teve ter versões com 12 GB ou 16 GB de RAM (a que ajuda no processamento do celular), e armazenamento de 256 GB ou 512 GB. Quanto a bateria, o Fold 3 deve contar com um sistema duplo que somando tem capacidade de 4.380 mAh.

Existe também a expectativa de o Fold 3 ser resistente à água e um pouco mais barato. Os primeiros Galaxy Fold tinham preço sugerido de US$ 2.000. Para o Fold 3, espera-se uma faixa de preço na casa dos US$ 1.600.

Galaxy Z Flip 3

Em 2020, a Samsung estreou o Galaxy Z Flip, um celular dobrável à la Motorola V3. A evolução deste celular deve ser o Galaxy Flip 3.

O curioso é que não houve um Galaxy Z Fold 2, e a Samsung aparentemente quis pular um número. Talvez no evento expliquem isso (ou não).

Trata-se de um telefone dobrável, em que uma das novidades é uma tela externa maior de 1,9 polegada, enquanto aberto ele tem uma tela de 6,7 polegadas com proporção 25:9. No quesito câmeras, ele deve ter dois sensores externos (cada um com 12 MP). Por dentro, deve haver uma câmera selfie sob a tela, de 10 MP.

Outra novidade deve ficar por conta do design do smartphone. Pela primeira vez, ele terá dois tons de cor. A área da câmera terá um tom mais neutro (preto), enquanto o resto do telefone, outro.

Por dentro, ele deve ter o chip Snapdragon 888, uma bateria de 3.300 mAh, e memória RAM de 8 GB e 256 GB para armazenamento.

Galaxy Watch 4 e mais um fone de ouvido sem fio

Completando o rol de lançamentos, a Samsung deve apresentar duas versões do seu relógio Galaxy Watch 4, uma convencional e outra clássica. Por ora, parece que a diferença entre eles é só no visual, sendo que o clássico deve ter mais pinta de relógio convencional.

Supostas imagens do Galaxy Watch 4, da Samsung, obtidas pelo site Sam Mobile - Reprodução/Sam Mobile - Reprodução/Sam Mobile
Supostas imagens do Galaxy Watch 4, da Samsung, obtidas pelo site Sam Mobile
Imagem: Reprodução/Sam Mobile

Como a maioria dos relógios inteligentes, eles devem contar com sistema de monitoramento de atividade física, monitor de batimentos cardíacos, sistema para análise do sono, medidor de pressão arterial e de saturação de oxigênio (SpO2). Como novidade, ele deve contar com um sistema que ajuda a avaliar a composição da gordura corporal, segundo o site "Sam Mobile".

Os relógios devem ter um processador próprio Exynos W920, 16 GB de armazenamento e 1,5 GB de memória RAM. Devem contar também com um microfone e um pequeno alto-falante para facilitar atender chamadas ou realizar pedidos via assistente de voz.

Uma das grandes novidades é o fato de ele vir com o sistema Wear OS, do Google, em vez do Tizen, o que deve conferir uma maior integração do relógio a serviços do Google, como o Maps, por exemplo.

Como é tradição, junto com novos telefones topo de linha, a Samsung também deve apresentar novos fones de ouvido, chamados Galaxy Buds 2. Evan Blass, um notório vazador de lançamentos, publicou há alguns dias imagens de como devem ser os novos fones de ouvido True Wireless da marca.