PUBLICIDADE
Topo

Me ajuda, qual é o melhor celular Galaxy da Samsung para mim?

Galaxy M, Galaxy S, Galaxy Note, Galaxy Z: qual escolher? - Arte UOL
Galaxy M, Galaxy S, Galaxy Note, Galaxy Z: qual escolher? Imagem: Arte UOL

Cleberson Santos

Colaboração para Tilt

18/06/2021 04h00

Tanto a Samsung quanto a Apple se mantiveram, ao longo dos anos, fiéis às linhas que os colocaram no topo dos celulares mais vendidos do mundo: Galaxy e iPhone. A diferença é que Samsung produz celulares para os mais diferentes públicos e bolsos.

Desde 2009, quando o i7500 — o primeiro Galaxy — foi lançado, a marca sul-coreana já colocou quase 300 aparelhos dessa linha no mercado.

Atualmente, a empresa trabalha com cinco variações da marca:

  • Top: Note, S e Z
  • Intermediário: A
  • Básico: M
  • Além do GalaxyXCover Pro, aparelho robusto voltado ao público esportivo e corporativo

Conheça os principais aparelhos das cinco linhas para saber qual melhor se encaixa nas suas necessidades e bolso.

Galaxy A52

Galaxy A52 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O A52 surgiu em 2021 para substituir o A51, o celular com Android mais vendido do mundo em 2020. Ele tem uma tela Super Amoled de 6,5 polegadas (16,51 cm), com taxa de atualização de 90 Hz (120 Hz na versão com 5G) — o aparelho exibe mais quadros por segundo, deixando a rolagem de tela mais suave.

A principal das quatro câmeras do A52 é de 64 MP. Ela tem uma tecnologia chamada Tetra Binning, com quatro pixels combinados em um só para dar mais resolução sem aumentar o tamanho do arquivo. Outro destaque da câmera é o estabilizador óptico, que ajuda a evitar imagens tremidas.

O Galaxy A52 vem com um processador Snapdragon 720G no modelo normal e um 750G no modelo 5G. São 6 GB de memória RAM (que ajuda no desempenho) e 128 GB de espaço de armazenamento.

Ficha técnica: Galaxy A52

  • Tela: 6,5 polegadas, Full HD+, Super Amoled, 90 Hz (120 Hz no modelo 5G)
  • Câmeras: 64 MP + 12 MP + 5 MP + 5 MP; frontal de 32 MP
  • Processador: Snapdragon 720 G (2,3 GHz) -- ou Snapdragon 750 G (2,2 GHz) no modelo 5G
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB (expansível até 1 TB)
  • Bateria: 4.500 mAh
  • Preço: R$ 1.934,10 ou R$ 2.384,10 (com 5G)

Galaxy M51

Galaxy M51 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O preço é o principal destaque da linha Galaxy M, mas seu custo baixo não é sinônimo de baixa qualidade. O M51 tem a bateria com maior capacidade disponível no mercado brasileiro: 7.000 mAh.

Em testes feito pelo site GSMArena, o M51 aguentou mais de 25 horas de exibição de vídeo em looping e 17 horas ininterruptas de navegação via Wi-Fi. Além de durável, a bateria dele também fica pouco tempo na tomada, graças ao carregador rápido de 25 W. No teste feito pelo site estrangeiro, ela foi do 0 ao 100% em 1h47.

Em se tratando de desempenho, o M51 quase repete a configuração do A52 citado acima: são 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento interno, mas o processador é um Snapdragon 730G. A câmera também segue a mesma configuração, porém sem o estabilizador óptico.

A tela é de 6,7 polegadas (17 cm). Sua taxa de atualização é de 60 Hz, abaixo de outros aparelhos nessa faixa de preço, que já oferecem taxas de 90 Hz, como o A52, e até 120 Hz, como o Poco X3, da Xiaomi.

Ficha técnica: Galaxy M51

  • Tela: 6,7 polegadas, Full HD, Super Amoled, 60 Hz
  • Câmeras: 64 MP + 12 MP + 5 MP + 5 MP; frontal de 32 MP
  • Processador: Snapdragon 730G (2,2 GHz)
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB (expansível até 512 GB)
  • Bateria: 7.000 mAh
  • Preço: R$ 1.999 à vista

Galaxy Note 20 Ultra

Galaxy Note 20 Ultra - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O Galaxy Note 20 Ultra faz parte da linha de "super telas" da Samsung, mas corre o risco de a linha Note ser descontinuada por conta dos Galaxy Z Fold e suas telas dobráveis. Ele é considerado um dos melhores tops de linha de 2020.

O Note 20 Ultra tem design elegante. Sua tela é de 6,9 polegadas (17,5 cm) e, segundo teste feito por Tilt, é quase impossível usá-lo com apenas uma mão.

O conjunto de câmeras traseiras é formado por três lentes, sendo a principal de 108 MP, com modo noturno entrega imagens de ótima qualidade.

A bateria do Note 20 Ultra é de 4.500 mAh. No nosso teste, ele aguentou 12h de uso contínuo, com redes sociais, WhatsApp, jogos leves e câmera. Por conta do seu processador avançado Exynos 900, ele não travou nem engasgou em nenhum momento.

Impossível falar de qualquer aparelho da linha Note sem citar a caneta S Pen. O tempo da resposta entre encostar a caneta na tela e o texto aparecer foi drasticamente reduzido entre uma geração e outra, realmente fazendo parecer que estamos escrevendo em um papel.

Apesar de também ter lançado a versão do aparelho sem 5G, é possível encontrar no site da Samsung apenas a opção que oferece suporte à tecnologia.

Ficha técnica: Galaxy Note 20 Ultra

  • Tela: 6,9 polegadas, Amoled Dinâmico 2x, 120 Hz
  • Câmeras: 108 MP + 12 MP + 12 MP; frontal de 10 MP
  • Processador: Exynos 990 (2,73 GHz)
  • Memória RAM: 12 GB de
  • Armazenamento interno: 256 GB
  • Bateria: 4.500 mAh
  • Preço: R$ 6.349

Galaxy S21

Galaxy S21 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Seguindo a mesma estratégia que a Apple usou no iPhone 12, a Samsung criou três modelos diferentes do mesmo aparelho: o Galaxy S21, S21+ e o S21 Ultra.

Os principais destaques do Galaxy S21 são o alto desempenho e a qualidade nas câmeras e a tela. Todos esses recursos são levemente inferiores aos dos "irmãos" mais caros, porém estão acima de muitos smartphones disponíveis no mercado.

A tecnologia de tela somada ao processador Exynos 2100 faz dele um celular com rolagem suave e sem nenhum engasgue. Durante o teste feito por Tilt, rodamos jogos pesados como "Free Fire" e o desempenho se manteve impecável.

O S21 vem com três câmeras traseiras, sendo a principal de 64 MP. Pode parecer pouco se comparado a outros modelos, mas a qualidade não decepciona.

O maior ponto fraco deste modelo é mesmo sua bateria. Ele aguentou apenas 10h33 no teste de reprodução de vídeo em looping. Além disso, o carregador é vendido separadamente.

Ficha técnica: Galaxy S21

  • Tela: 6,2 polegadas, Amoled Dinâmico 2x, Full HD+, 120 Hz
  • Câmeras: 64 MP + 12 MP + 12 MP; frontal de 10 MP
  • Processador: Exynos 2100 (2.9 GHz)
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Preço: R$ 4.499,10

Galaxy Z Fold 2

Galaxy Z Fold 2 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O Galaxy Z Fold 2 é um dos principais aparelhos do mercado quando o assunto é telas dobráveis: a exterior e a interior, que pode ser dobrada e "transforma" o smartphone num tablet.

O tamanho dele "fechado" é de 6,2 polegadas (15,7 cm) e pode ser usado como um celular comum (experiência que não era tão boa no primeiro Z Fold). Ao abrir, temos um visor de UTG, um vidro ultrafino, de 7,6 polegadas (19,3. cm).

No teste feito Tilt, deu para usar o Z Fold 2 fechado para ler notícias ou ficar de olho nas redes sociais, e expandir a tela para ver vídeos ou jogar. Também é possível deixar o aparelho "sentado" para tirar selfies sem as mãos.

A câmera dele fica atrás de aparelhos já superados da Samsung, como o S20 e o Note 20. Ao todo, são cinco lentes, três na traseira, uma na frontal fechada e outra frontal na tela aberta.

O Z Fold 2 não decepciona em termos de bateria e desempenho. No nosso teste, ele aguentou um dia de uso sem nenhum travamento ou lentidão.

Ficha técnica: Galaxy Z Fold 2

  • Tela: Super Amoled de 6,2 polegadas (externa) e Amoled Dinâmico 2x de 7,6 polegadas (interna), 120 Hz
  • Câmeras: tripla traseira de 12 MP; frontais (externa e interna) de 10 MP
  • Processador: Snapdragon 865+ (3,09 GHz)
  • Memória RAM: 12 GB
  • Armazenamento interno: 256 GB
  • Bateria: 4.500 mAh
  • Preço: R$ 12.599,10

Veredito

É difícil acreditar que o melhor custo-benefício de uma marca seja justamente o seu celular mais barato, mas quando o assunto envolve os principais Galaxy de 2021, esta é a realidade que temos.

Embora os o A52 e o M51 estejam saindo por quase o mesmo preço, o A52 5G está custando quase R$ 400 a mais do que o aparelho da linha M, mas isso não significa que o modelo com suporte para a quita geração de internet seja melhor que o primo. É só uma configuração extra pensando que o Brasil ainda não tem uma rede 5G funcionando.

O M51 vem com um processador Snapdragon mais recente e com mais memória RAM. Até em câmera ele não decepciona. Seu conjunto vem com a mesmíssima configuração do A52, com a diferença apenas do estabilizador óptico. Para os amantes de selfies, a câmera frontal de 32 MP dele supera até mesmo as duas frontais do Z Fold 2, ambas de 10 MP.

A bateria do M51 é o seu principal destaque e vence todos os Galaxy analisados com larga vantagem. São 7.000 mAh contra os 4.500 mAh da maioria desses modelos.

Agora, se você pode investir em um celular bem mais caro, é difícil que você se arrependa do Galaxy S21. Ele tem alguns defeitos considerando o preço, mas o conjunto geral é excelente. E não custa a fortuna do Z Fold 2.

* Preços pesquisados em 14 de junho de 2021. Para efeitos de comparação, usamos os valores oferecidos no site oficial da Samsung. Não foram considerados outros descontos ou promoções de pré-venda.

* O UOL pode receber uma parcela das vendas pelo link recomendado neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.