PUBLICIDADE
Topo

Quer um celular da Xiaomi? Saiba qual smartphone mais indicado para você

Xiaomi possui bom mercado no Brasil, tendo como principal atrativo o preço competitivo - Divulgação/Xiaomi Brasil
Xiaomi possui bom mercado no Brasil, tendo como principal atrativo o preço competitivo Imagem: Divulgação/Xiaomi Brasil

Lucas Santana

Colaboração para Tilt

24/07/2021 12h25

A chinesa Xiaomi se tornou queridinha dos brasileiros nos últimos anos. Fundada em 2010 na China, a fabricante impactou o mercado global de celulares ao produzir modelos com bom desempenho, bonitos e com preços competitivos. Recentemente, ela se tornou a segunda maior empresa do mundo a comercializar smartphones, ultrapassando a Apple e perdendo apenas para a Samsung.

O diferencial? O bom custo-benefício. E será que a Xiaomi tem um celular ideal para você? Vamos ajudar a responder com este texto de hoje. (Curiosidade: Hoje, a marca produz de patinetes elétricos à geladeiras e televisores).

Antes de tudo é importante entender onde a Xiaomi se encaixa e as linhas comercializadas. Embora ela trabalhe com celulares mais avançados, os topos de linha (flagships), o seu foco está mesmo nos aparelhos intermediários.

Linhas variadas da Xiaomi

A linha principal da empresa são os modelos Xiaomi Mi, focados nos celulares topo de linha, com processadores potentes, telas de alta qualidade, bateria de longa duração e conjunto de câmeras das mais avançadas do mercado. Não é raro ter resultados de reviews que afirmam que os celulares da linha batem de frente com iPhone e a linha Galaxy S da Samsung.

A fabricante também possui "submarcas" para nomear os seus celulares: Redmi e Pocophone. Ambas se destacam pelo design bem acabado, que dão uma cara mais sofisticada.

A Redmi existe desde 2013 e agrupa os celulares básicos, intermediários e intermediários premium (aqueles que não chegam a ser os mais avançados, mas possuem alguns recursos usados nos topos de linha). Dentro dela, destacam-se as famílias Redmi Note, Redmi K e Redmi X. Elas disputam mercado com smartphones das gerações Moto E e Moto G, da Motorola, e a linha Galaxy A, da Samsung.

A marca Pocophone (ou simplesmente Poco) é mais recente, de 2018. Ela também trabalha com modelos intermediários, mas esses têm um maior apelo à inovação e consumidores que exigem mais performance dos telefones. Os aparelhos ganharam destaque no mercado global pelas especificações potentes de processador, memória e boas câmeras, sem os preços, por vezes, altíssimo dos concorrentes.

O gerente de contas Lucas Sanchez é um dos brasileiros que foram conquistados pelo "universo Xiaomi". O combo tecnologia, design convincente e preços competitivos fascinou o profissional, que já está no seu terceiro celular da marca. "O custo benefício é a porta de entrada para os celulares Xiaomi. Porém, o que fez com que essa fidelidade se mantivesse foram fotos com boas resoluções e cores, uma bateria que, de fato, aguenta um dia inteiro e um acabamento que passa a sensação de um produto premium."

Nem tudo são flores, claro. Mesmo com um braço no Brasil, grande parte dos celulares Xiaomi vendidos aqui chegam por intermédio de importadores independentes, que trazem os aparelhos direto da China. Nestes casos, o preço menor pode atrair, porém, é importante lembrar que não há assistência técnica oficial para aparelhos comprados dessa forma. A representante nacional só oferece assistência aos aparelhos comprados diretamente do site oficial da marca no Brasil ou em parceiros autorizados. Avalie bem antes de tomar uma decisão.

Conheça alguns modelos de destaque da empresa

Xioami Redmi Note 10S - Divulgação - Divulgação
Xiaomi Redmi Note 10S
Imagem: Divulgação

Xiaomi Redmi Note 10S

Preço: R$ 1.489,00*

O Redmi Note 10S é um dos vários irmãos da série Note 10, da submarca Redmi. É um celular intermediário com tela grande, som de boa qualidade, promessa de boa autonomia de bateria (que deve aguentar um dia completo), equipado com uma tecnologia que permite recarga rápida. O conjunto de 4 câmeras traseiras não é o melhor entre os modelos da família, mas atenderá aos consumidores exigentes nesta faixa de preço. Pode ser encontrado no mercado em configurações que vão de 6 GB de memória RAM (que ajudam no desempenho) com 64 GB de armazenamento até 8 GB de memória RAM com 128GB de armazenamento.

  • Processador: MediaTek Helio G95 (octa core, 2Ghz)
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Tela: 6,43 polegadas, Full HD
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Câmera traseira: 64 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP (quádrupla)
  • Câmera frontal: 13 MP

Principais concorrentes: Samsung Galaxy A32 4G, Motorola Moto G60

Xiaomi Poco X3 NFC - Divulgação - Divulgação
Poco X3 NFC, novo celular da Xiaomi no Brasil
Imagem: Divulgação

Xiaomi Poco X3 NFC

Preço: R$ 1.749,00*

O Poco X3 é um dos grandes hits da submarca Pocophone, da Xiaomi. Ficou conhecido entre entusiastas como o "matador de flagships", por conta do processador avançado Snapdragon 732 e preços competitivo. A tela IPS FulHD tem taxa de atualização alta para a categoria, o que garante movimentos fluidos. Seu conjunto de câmeras não decepciona, especialmente na câmera frontal. Som e bateria são de alta performance. É equipado com tecnologia de carregamento rápido e NFC, que serve principalmente para pagamentos.

  • Processador: Snapdragon 732 (octa core, 2,3 Ghz)
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 128 GB
  • Tela: 6,67 polegadas, Full HD
  • Bateria: 5.160 mAh
  • Câmera traseira: 64 MP + 13 MP + 2 MP + 2 MP (quádrupla)
  • Câmera frontal: 20 MP

Principais concorrentes: Samsung Galaxy M21, Motorola Moto G60

Xiaomi Redmi Note 9S - Xiaomi/Divulgação - Xiaomi/Divulgação
Xiaomi Redmi Note 9S
Imagem: Xiaomi/Divulgação

Xiaomi Redmi Note 9S

Preço: R$ 1.948,89*

O Redmi Note 9S é um celular intermediário da família Note 9 com design chamativo, de aparência premium. O aparelho é interessante para jogos e outras tarefas gráficas mais pesadas por conta do processador de bom desempenho. Tem boa autonomia de bateria (mais de um dia longe da tomada deve durar) e um conjunto de câmeras que se destaca diante da concorrência nesta faixa de preço.

  • Processador: Snapdragon 720 (octa core, 1,8 Ghz)
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Tela: 6,67 polegadas, Full HD
  • Bateria: 5.020 mAh
  • Câmera traseira: 48 MP + 8 MP + 5 MP + 2 MP (quádrupla)
  • Câmera frontal: 16 MP

Principais concorrentes: Samsung Galaxy A51 e M31

Xiaomi Pocophone F3 - Divulgação - Divulgação
Xiaomi Pocophone F3
Imagem: Divulgação

Xiaomi Pocophone F3

Preço: R$ 2.799,00*

O Poco F3 é considerado o top de linha da submarca Pocophone. Moderno, já vem com a tecnologia 5G, que ainda engatinha no Brasil mas deve se tornar padrão nos próximos anos. Tem um processador poderoso e tela de alto desempenho com taxa de atualização de 120 Hz (a média do mercado ainda é de 60 Hz. Quanto maior o número, melhor) e resolução Full HD. Vem ainda com som estéreo potente, bateria que deve durar um dia completo e um conjunto de câmeras digno dos melhores flagships.

  • Processador: Snapdragon 870 (octa core, até 3,2 Ghz)
  • Memória RAM: 6GB ou 8GB
  • Armazenamento: 128 GB ou 256 GB
  • Tela: 6,67 polegadas, Full HD
  • Bateria: 5.020 mAh
  • Câmera traseira: 48 Mp + 8 Mp + 5 Mp + 2 Mp (quádrupla)
  • Câmera frontal: 16 MP

Principais concorrentes: Moto G100, Samsung Galaxy S20 FE

Xiaomi Redmi Note 8 - Xiaomi/Divulgação - Xiaomi/Divulgação
Xiaomi Redmi Note 8
Imagem: Xiaomi/Divulgação

Xiaomi Redmi Note 8

Preço: R$ 1.239,00*

Entre os modelos intermediários de custo reduzido da Xiaomi, o Note 8 se destaca pelo design convincente com uma traseira de vidro de aparência premium, além do processador de bom desempenho. O conjunto quádruplo de câmeras promete fotos com bom equilíbrio. A bateria tem autonomia menor do que os modelos acima, mas ele vem com a tecnologia de carregamento rápido, o que pode ser um pontinho a mais aqui.

  • Processador: Snapdragon 665 (octa core, 2,0 Ghz)
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Tela: 6,3 polegadas, Full HD
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Câmera traseira: 48 Mp + 8 Mp + 2 Mp + 2 Mp (quádrupla)
  • Câmera frontal: 13 MP

Principais concorrentes: Moto G8, Samsung Galaxy A51

Xiaomi Mi 10T Pro - Divulgação - Divulgação
Xiaomi Mi 10T Pro
Imagem: Divulgação

Xiaomi Mi 10T Pro

Preço: R$ 4.090,09*

Na linha principal da Xiaomi, o Mi 10T Pro é um irmão mais barato do Mi 10, modelo avançado da fabricante. Ele conta com uma tela de incríveis 144 Hz, taxa de atualização bem acima do comum. Essa taxa garante imagens muito fluidas e vivas. Além disso, o modelo tem processador de alto desempenho, um conjunto de câmeras de fazer inveja e bateria com carregamento rápido. Ele também é compatível com 5G.

  • Processador: Snapdragon 865 (octa core, 2,8 Ghz)
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento: 256 GB
  • Tela: 6,67 polegadas, Full HD
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Câmera traseira: 108 Mp + 13 Mp + 5 Mp (tripla)
  • Câmera frontal: 20 MP

Uma dica: costuma fazer compras online? Assinar o Amazon Prime pode ser uma boa alternativa. Com primeiro mês de teste gratuito e depois por apenas R$ 9,90, você tem entrega grátis e rápida para diversas compras em qualquer lugar do Brasil.

* Os preços e a lista foram checados no dia 19/07/2021 para atualizar esta matéria. Pode ser que eles variem com o tempo.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.

Errata: o texto foi atualizado
Diferente do informado anteriormente, o Poco F3 vem com 6 GB + 128 GB ou 8 GB + 256 GB, e não 4 GB + 64 GB. A informação foi corrigida no texto.
Diferente do informado anteriormente, o chip do celular Poco F3 não é o Snapdragon 720, mas o Snapdragon 870. A informação já foi corrigida.