PUBLICIDADE
Topo

Preocupado com baixa audiência, Trump põe fim em seu blog após 29 dias

Brendan Smialowski/AFP
Imagem: Brendan Smialowski/AFP

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

06/06/2021 15h52

Banido de plataformas como Twitter, Facebook e Instagram, o ex-presidente dos EUA Donald Trump resolveu lançar uma espécie de blog que, de acordo com assessores, seria como um "farol de liberdade" que o manteria relevante no mundo online. A iniciativa durou apenas 29 dias.

De acordo com o jornal "The Washington Post", o ex-presidente foi motivado pelos baixos índices de audiência de plataforma "From the desk of Donald J. Trump", que ficava inserida dentro do seu site oficial. Os números foram revelados por relatórios na imprensa.

Plataforma Donald Trump - Reprodução/From the Desk - Reprodução/From the Desk
Plataforma de Trump ficou no ar durante 29 dias
Imagem: Reprodução/From the Desk

Trump se mostrou preocupado, sobretudo, com a possibilidade deste desempenho ruim interferir na plataforma de mídia social que ele pretende lançar em breve. Daí a ordem de decretar o fim do blog na última terça-feira (1º).

Logo após a publicação de uma destas análises de audiência, Trump divulgou um comunicado afirmando que seu site estava indo "muito bem", e que estaria ainda melhor se ele não tivesse sido banido pelo Facebook e Twitter, ações que lhe negaram acesso direto a mais de 88 milhões de seguidores no Twitter e 35 milhões de seguidores no Facebook.

O engajamento social na web com o blog de Trump - que avalia curtidas, reações, comentários e compartilhamentos em alguns dos maiores sites de mídia social, como Facebook, Twitter, Reddit e Pinterest - atingiu o pico de 159 mil interações em seu primeiro dia, de acordo com dados da empresa de análise de mídia social BuzzSumo. A média de interações nos demais dias, no entanto, ficou em torno de 4 mil.

No seu último dia de funcionamento, o site recebeu 1.500 compartilhamentos ou comentários no Facebook e Twitter - uma queda impressionante para alguém cujos tuítes chegaram a gerar centenas de milhares de reações.

Todas as postagens do blog foram apagadas. Os antigos links agora redirecionam para uma página do site de Trump que pede às pessoas que forneçam suas informações de contato para o envio de notícias e novidades sobre o ex-presidente.

Facebook

Na última sexta-feira (4), o Facebook anunciou que manterá a suspensão das contas de Trump pelo período de dois anos, como pena máxima por violar as regras da rede social.

O banimento passa a valer desde a data da suspensão inicial da conta de Trump, no dia 7 de janeiro, após o ex-presidente fazer comentários em redes sociais ligados à invasão ao Capitólio, como é chamado o congresso norte-americano. As publicações incitavam à violência dos protestos e envolviam informações falsas, segundo análise de plataformas como Facebook e Twitter.

O banimento definitivo ou temporário das contas do então presidente dos EUA levou a uma série de embates sobre liberdade de expressão, de uso e limites de moderação.

Pelo Twitter, o porta-voz de Trump, Jason Miller, disse que o ex-presidente não mostra interesse em retornar ao Facebook após os dois anos. "Nós teremos algo melhor até lá", afirmou.