PUBLICIDADE
Topo

Alto-falante no topo? Foto mostra suposto novo entalhe do iPhone 13

Suposto novo entalhe das telas do iPhone 13 - Reprodução/MacRumors
Suposto novo entalhe das telas do iPhone 13 Imagem: Reprodução/MacRumors

Rosália Vasconcelos

Colaboração para Tilt

25/03/2021 15h57

Uma foto de como será a tela do iPhone 13 vazou esta semana e parece confirmar o que muitos especulam há alguns meses: o novo modelo ainda deve trazer o entalhe na tela, para a decepção dos fãs da Maçã. Só que virá em menor tamanho.

A imagem foi divulgada no Twitter da MacRumors, após a empresa de reparos grega iRepair fornecer a eles o que seria uma suposta foto dos painéis de vidro frontal do iPhone 13 Mini (à esquerda) com 5,4 polegadas (13,7 cm), o iPhone 13 Pro Max (à direita) com 6,7 polegadas (17 cm), e do que seria o iPhone 13 e iPhone 13 Pro (centro), já que ambos devem ter o mesmo tamanho de tela, com 6,1 polegadas (15,4 cm).

As imagens mostram que a redução no entalhe (aba na parte superior de alguns smartphones onde se concentram sensores, câmera frontal e Face ID, sem ocupar a área do visor) foi possível graças à nova posição do alto-falante do fone de ouvido para a parte superior do aparelho e a consolidação de alguns componentes do Face ID. Essas mudanças já haviam sido ditas por Ming-Chi Kuo, especialista de tecnologia conhecido por seus contatos na cadeia de suprimentos asiática da Apple, entre outras fontes da área.

Aliás, esse design foi cogitado para os modelos do iPhone 12, em 2020, mas não chegou a se concretizar. É bom lembrar também que o desenho do entalhe nunca sofreu alteração desde que a solução foi lançada pela Apple no iPhone X, em 2017.

Ming-Chi Kuo especula que até 2023 o iPhone virá com um design totalmente sem entalhes ou orifícios e um leitor de impressão digital sob a tela, o que aumenta as expectativas em relação a essa novidade. Já a carcaça deve permanecer nos mesmos moldes do iPhone 12.

As mudanças vão além do entalhe

Mais mudanças ainda são esperadas para os próximos celulares da Apple, conforme anunciamos no fim de fevereiro.

As telas dos modelos Pro devem vir com a tecnologia LTPO, que suporta taxas de atualização de alto nível, como 120 Hz e até 240 Hz, o que permitirá novas experiências em imagens. É essa tecnologia que a Samsung usa em modelos avançados como o Samsung Galaxy S21 Ultra, e para o qual supostamente a Apple estará migrando.

Para isso, a chinesa BOE deve se tornar a principal fornecedora dos painéis Oled para a linha 13 da marca.

Mais novidades, segundo os rumores, é que os modelos devem consolidar o fim da porta Lightning (a entrada para cabo própria do iPhone), a volta do Touch ID como sensor que permitirá o desbloqueio por impressão digital, a tela sempre ligada (recurso que traz informações na tela o tempo todo), câmeras com alto nível de detalhamento e a inclusão da tecnologia LiDAR para todos os modelos da nova linha, não só os Pro. Este último recurso possibilita fotos cada vez mais profissionais.

Espera-se que a Apple revele a linha do iPhone 13 em setembro, marcando o retorno ao tradicional mês de lançamento dos produtos da marca. Em 2020, houve atraso na produção dos aparelhos e os novos modelos só puderam ser lançados no mercado em novembro, com um atraso de dois meses devido à pandemia da covid-19.