PUBLICIDADE
Topo

Como óculos de sol protegem nossos olhos da radiação ultravioleta?

Rodrigo Lara

Colaboração para Tilt

14/01/2021 04h00Atualizada em 14/01/2021 12h11

Mais do que um item de estilo, usar um par de óculos de sol trazem conforto à visão, especialmente para quem tem maior sensibilidade à luz. Também evitam que nossos olhos sejam expostos a um espectro da radiação solar que pode causar problemas para a nossa saúde: os raios UV-A e UV-B. Mas como eles fazem isso?

As lentes que estão no seu rosto são um conjunto de camadas de polímeros, filme e compostos químicos com funções bem definidas, como proteger o olho contra a claridade excessiva, melhorar a qualidade da visão e reforçar a lente.

Nós já falamos um pouco aqui como aquelas lentes que mudam de cor funcionam. A principal diferença para os óculos de sol é que a incidência de radiação ultravioleta não causa uma mudança na tonalidade da lente, mas sim uma espécie de bloqueio.

As lentes dos óculos de sol são construídas como se fossem uma espécie de sanduíche e, em sua maioria, usam materiais como resina orgânica, policarbonato ou trivex, um polímero de alta resistência.

Na parte mais externa temos uma camada de material espelhado, que é bem fina (dependendo dos óculos e do efeito estético desejado, a intensidade da reflexão pode variar). Em seguida, há outra camada feita de material anti-risco, que serve justamente para proteger a lente de possíveis descuidos do usuário.

No caso de óculos com lentes polarizadas, há um filme polarizador em seguida. Ele serve para eliminar brilhos intensos de objetos como superfícies de água ou metais. Isso ajuda no conforto visual de quem está usando e melhora a definição das imagens em dias mais claros.

Temos então a lente, que pode ser feita de um dos materiais citados acima e ter ou não grau —algo definido na hora de sua moldagem, que geralmente ocorre ao polir um bloco do material usado para a composição da lente.

É aqui que entra a proteção UV, obtida por meio do uso de alguns compostos orgânicos ou metálicos que absorvem ou refletem a luz com determinadas frequências. Esses aditivos bloqueiam, absorvendo ou refletindo, parte da luz de baixa frequência que vem, por exemplo, dos raios ultravioleta.

Por fim, temos uma última camada, anti-reflexiva, que fica próxima aos olhos e serve para que não enxerguemos, por exemplo, o reflexo de nossa sobrancelha ou olhos, o que atrapalharia a visão. Imagine a seguinte situação: quando você olha pela janela da sua casa, a imagem mistura o nosso reflexo com o que está do outro lado do vidro. Essa camada evitaria isso.

Por que os raios UV-A e UV-B fazem mal aos olhos?

Quando estamos sem óculos de sol, a pupila dos nossos olhos se dilatam ou se contraem de acordo com o nível de luz. Isso, por si só, já funciona como um sistema de proteção.

O problema é que, se usamos óculos de sol, os olhos entendem que estamos em um ambiente escuro e as pupilas ficam mais dilatadas e mais luz entra nos nossos olhos. Nessa situação, caso os óculos não tenham proteção contra raios UV-A e UV-B, ficamos mais expostos a esses tipos de radiação, que podem causar danos visuais como catarata, lesão de córnea e degeneração na retina.

É importante citar que o efeito dessa radiação nos olhos é cumulativa, então os óculos de sol acabam agindo como um item de proteção contra esses efeitos indesejados.

Existem óculos de sol sem proteção contra raios ultravioleta?

Infelizmente, sim. Esse tipo de situação é vista, geralmente, em modelos falsificados ou de marcas desconhecidas. Aqui, não tem jeito: a recomendação é investir um pouco mais e comprar óculos de marcas reconhecidas e, principalmente, fugir de produtos piratas.

Óculos de sol de qualidade bloqueiam totalmente os raios UV-A e UV-B?

De certa forma, sim. A porcentagem pode variar, mas geralmente fica acima de 99% de bloqueio, o que significa que seus olhos estão protegidos.

Fontes:

Daniella Caluscio, professora do departamento de Engenharia de Materiais da FEI;
Marcelo Luiz Gehlen, preceptor de serviços em oftalmologia do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie e professor de oftalmologia da Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná;
Hélio dos Santos Junior, empresário do setor óptico

Toda quinta, Tilt mostra que há tecnologia por trás de (quase) tudo que nos rodeia. Tem dúvida de algum objeto? Mande para a gente que vamos investigar.