PUBLICIDADE
Topo

Xiaomi Mi 10T aposta no 5G e tela ultrarrápida por a partir de R$ 5.499

Xiaomi lança Mi 10T e Mi 10T Pro - Divulgação
Xiaomi lança Mi 10T e Mi 10T Pro Imagem: Divulgação

Renata Baptista

De Tilt, no Recife

12/11/2020 13h03

A fabricante chinesa Xiaomi lança nesta quinta-feira (12) a sua linha de celulares premium no Brasil: o Mi 10T e o Mi 10T Pro. Compatíveis com a rede 5G, eles trabalham com uma tela com taxa de atualização de impressionantes 144Hz.

A promessa é de muito mais qualidade na exibição de imagens e experiência com jogos pelo fato de que a transição de conteúdos é mais rápida do que em celulares da concorrência.

Uma mudança nos novos aparelhos em relação à série Mi 9T é que eles não têm câmera pop up, aquela que "sai" da parte de trás do celular para tirar selfies. Assim como em muitos celulares lançados este ano, os aparelhos trazem a câmera do tipo "Punch Hole", ou "buraco na tela", que se integra ao display de uma forma discreta. Outra diferença está no conjunto de câmeras, que agora segue o estilo peça de dominó ou cooktop.

Os preços dos novos aparelhos são:

  • Mi 10T (6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento): R$ 5.499,99
  • Mi 10T Pro (8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento): $ 6.999,99

A fabricante anunciou as novidades durante evento online transmitido em suas redes sociais.

Os lançamentos compartilham o mesmo design, mesma tela, mesmo processador (Snapdragon 865) e mesma bateria. As diferenças ficam no conjunto de câmeras (explicaremos mais a seguir).

O Mi 10T está disponível nas cores Cosmic Black (preta) e Lunar Silver (cinza). O Mi 10T Pro, por sua vez, é encontrado nas cores Lunar Silver (cinza), Aurora Blue (azul) e Cosmic Black (preta).

Segundo a Xiaomi, os lançamentos já estão à venda nas lojas físicas da marca, nos Shoppings Ibirapuera e Center Norte, em São Paulo, e pelo site da fabricante.

Quando foi lançada no exterior, em setembro deste ano, a linha recebeu ainda a variação Mi 10T Lite, com uma faixa de preço mais acessível.

Mas ainda não há planos para que o aparelho seja comercializado pela empresa no Brasil, afirmou Luciano Barbosa, chefe do projeto Xiaomi no Brasil, em conversa com Tilt sobre os detalhes dos lançamentos.

Tela

Os novos celulares possuem 6,67 polegadas (16,5 centímetros). Elas são planas e não se estendem para as laterais aparelho. O que chama mesmo a atenção é a alta taxa de atualização de 144Hz. Isso significa que a tela atualiza 144 vezes por segundo, assim como ocorre em alguns monitores gamers para PC.

Com isso, a marca chinesa desbanca os rivais. A maioria dos celulares no Brasil trabalha com uma taxa de 60Hz. Poucos aparelhos já começam a difundir a taxa de transição de 120Hz, como o Galaxy S20 Ultra.

Logo, é uma configuração bem interessante. A dúvida é só se a bateria vai dar conta dessa novidade. A tendência é que a tela a consuma mais. Mas o recurso AdaptiveSync promete sincronizar a taxa de atualização com os quadros por segundo produzidos pela placa de vídeo. Vamos aguardar.

Na conversa com Tilt, o executivo da Xiaomi destacou também o modo de leitura que os aparelhos trabalham. Nele, a tela simula uma folha de papel. "As pessoas têm lido bastante no celular, mas temem o brilho da tela para não estressar os olhos. Esta tecnologia é certificada contra a emissão de raios azuis", afirmou Barbosa.

5G

Os aparelhos da linha Mi 10T funcionam com o 5G. Mas vale ressaltar que o Brasil ainda não possui uma rede difundida de quinta geração. Algumas operadoras iniciaram testes com o 5G DSS, uma tecnologia de transição que pega emprestado as faixas de frequência do 4G para oferecer uma conexão mais rápida. Mas ainda a rede ainda não funciona em toda a sua potencialidade.

"Estamos entregando aparelhos compatíveis com a tecnologia para que, quando ela estiver disponível, [a nova linha de celulares] trabalhe com velocidade e qualidade nas conexões", explicou o executivo.

Câmeras

Mi 10T, da Xiaomi - Divulgação - Divulgação
Modelos possuem câmeras triplas principais
Imagem: Divulgação

Para as fotos, os lançamentos possuem câmeras triplas na parte traseira do celular. O Mi 10T Pro tem uma lente principal com resolução de 108 MP, que consegue fazer vídeos com até 8K.

As outras lentes se dividem em: ultra grande angular de 13 MP (maior campo de visão) e macro de 5 MP (para tirar fotos de objetos aproximados).

O Mi 10T trabalha com o mesmo conjunto, com exceção da câmera principal, que produz fotos com resolução de 64 MP.

A câmera de selfie dos dois aparelhos é de 20 MP.

"Dentro desta câmera colocamos vários recursos focando no pessoal que usa as redes sociais", disse Barbosa. Entre as possibilidades estão seis modos autônomos de longa exposição, o que permite a produção de fotos mais artísticas, destacou o executivo.

Ao mostrar um exemplo, Barbosa mostrou a imagem de uma cachoeira feita com o novo celular. Ao experimentar diferentes exposições, a foto ficou parecendo uma pintura a óleo.

A função Photo Clones, por exemplo, consegue capturar quatro elementos do mesmo foco em uma única foto, como você pode ver na imagem abaixo:

Recursos da câmera do Mi 10T, da Xiaomi - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Com o recurso Video Clones, é possível que as pessoas interajam com elas mesmas no estilo Snapchat. Você pode gravar um vídeo falando para a câmera e depois pode interagir com a gravação. Já o Timed Burst oferece opções de montagens de fotos e vídeos.

"Temos câmera frontal e traseira, e podemos, com isso, gravar com as duas simultaneamente. Para isso, basta usar a criatividade", afirmou o executivo, que deu como exemplo vídeos em que as pessoas, ao saltarem de paraquedas, filmaram a paisagem e as próprias reações ao mesmo tempo.

Bateria

Os aparelhos trabalham com bateria de 5.000 mAh, uma das maiores baterias da série top de linha da Xiaomi. Segundo o executivo da empresa, em uso normal, a bateria dura cerca de dois dias.

Na caixa, cada celular vem acompanhado de um carregador rápido de 33W, que permite bateria completa em apenas 66 minutos, em média, de acordo com a Xiaomi.

Ficha técnica: Xiaomi Mi 10T

Tela: 6,67 polegadas LCD (resolução 2.340 x 1.080 pixels)
Processador: Qualcomm Snapdragon 865
Memória: 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento
Câmeras: traseira tripla de 64 MP, 13 MP e 5 MP; frontal de 20 MP
Bateria: 5.000 mAh
Cores: cinza e preto
Preço: R$ 5.499,99

Ficha técnica: Xiaomi Mi 10T Pro

Tela: 6,67 polegadas LCD (resolução 2.340 x 1.080 pixels)
Processador: Qualcomm Snapdragon 865
Memória: 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento
Câmeras: traseira tripla de 108 MP, 13 MP e 5 MP; frontal de 20 MP
Bateria: 5.000 mAh
Cores: azul, cinza e preto
Preço: R$ 6.999,99