PUBLICIDADE
Topo

Instagram faz "escolta" a Teresa Cristina após ataques; entenda o caso

A cantora Teresa Cristina - Reprodução/vídeo
A cantora Teresa Cristina Imagem: Reprodução/vídeo

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

20/10/2020 17h21

Após ataques de hackers na semana passada, a conta de Instagram da cantora Teresa Cristina recebeu uma "escolta" da rede social para voltar a realizar suas lives nesta segunda-feira (19). Mas outras celebridades estariam sendo vítimas desse tipo de ataque, que ocorre normalmente por meio de um golpe de phishing.

Teresa havia suspendido sua agenda de transmissões ao vivo pelo Instagram dizendo ter sofrido tentativas de invasão ao seu perfil. "Estou desde o dia 26 de março aqui [fazendo lives diárias], então queria dar uma satisfação para vocês. Vou parar de fazer lives por aqui enquanto o Instagram não me dá segurança", disse a artista em um vídeo publicado na rede social na última sexta-feira (16).

Na última segunda-feira (19), a cantora retomou suas lives dizendo ter recebido o apoio técnico de um funcionário do Instagram, que acompanhou a transmissão e garantiu a segurança digital da artista.

Procurado, o Instagram não confirmou ou desmentiu a informação, dizendo apenas que não divulga informações pessoais de perfis de terceiros.

O golpe: link para "selinhos azuis"

Tilt apurou que as tentativas de invasão ao perfil de Teresa começaram quando a artista recebeu "links suspeitos" por diversas contas verificadas em sua caixa de mensagens pessoais do Instagram. As mensagens diziam que o link permitiria deixar a conta de Teresa mais segura. A cantora diz que não clicou nos links. Mas outros artistas clicaram.

Titi Müller, Tuca Andrada, Dedé Teicher, Virgínia Cavendish, Joana Maranhão e outros famosos dizem ter tido seus perfis hackeados após receberem links suspeitos por mensagem direta no app.

"Achei muito bom esse golpe. Vem de um selinho verificado: hackeia perfis verificados e mandam mensagem falando que seu perfil verificado vai entrar em um limbo de spam e pede para clicar num link e eu, velha, entrei no link", contou Titi em um post na rede social na última quarta-feira (14).

Após ter recebido e ignorado esses links suspeitos, Teresa começou a notar problemas durante suas transmissões. Numa live com Martinho da Vila, por exemplo, no último dia 11 de outubro, que tinha cerca de 1.600 espectadores simultâneos ao vivo, a cantora viu a audiência começar a despencar subitamente, quase chegando a zero espectadores, sem explicação aparente.

A assessoria de imprensa de Teresa disse, em nota compartilhada com Tilt, que "foram identificadas duas tentativas de invasão na conta de Teresa Cristina. Uma em Chapecó (SC) e outra na Virginia (EUA). Estes dois logins estão sendo investigados pelo Instagram". Não está claro ainda se a queda das lives, as tentativas de login e os links recebidos por DM estão relacionados.

Duas senhas são melhor que uma

De acordo com a equipe de Teresa Cristina, a cantora foi orientada a ativar a autenticação em duas etapas do Instagram —recurso que exige uma segunda senha para autorizar o acesso à conta. Assim, sempre que alguém quiser acessar seu perfil, ela recebe um alerta perguntando se deve autorizar ou não a entrada.

Esse tipo de golpe, envolvendo o envio de links suspeitos por mensagem, é conhecido como "phishing". Hackers atraem suas vítimas a clicar num link malicioso que, sem que elas saibam, roubam dados pessoais como senhas de acesso. Procurada, a assessoria de imprensa do Instagram disse que investiga as denúncias das celebridades que foram alvos do mesmo golpe.

A reportagem apurou que a rede social não encara os casos como sinal de uma ação coordenada para atacar celebridades especificamente. Segundo as primeiras informações, os famosos teriam sido vítimas de um golpe generalizado que pode ter atingido anônimos também.

O Instagram pede que usuários se mantenham atentos a movimentações suspeitas. Além de recomendar a ativação da autenticação em dois fatores, a rede social reforça que não entra em contato direto com nenhum usuário por mensagens no app. A empresa sugere que as vítimas de golpes façam denúncias à equipe do Instagram.