PUBLICIDADE
Topo

Depois do WhatsApp, Instagram também terá sistema de pagamentos no app

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Helton Simões Gomes

De Tilt

23/06/2020 13h45

O Instagram também está trabalhando para ter um serviço de pagamento que permita comprar e vender produtos sem sair do app — uma função semelhante foi anunciada recentemente pelo WhatsApp, que escolheu o Brasil para fazer a estreia mundial da ferramenta.

"Nós também estamos trabalhando nessa atividade agora mesmo", disse Vishal Shah, vice-presidente de produto da companhia.

O motor do futuro sistema de pagamentos do Instagram é o Facebook Pay, o mesmo do WhatsApp. A ideia é que ele funcione como uma camada extra de segurança, já que as transações só são validadas com a senha do Facebook Pay, e não com o código dos cartões de débito ou crédito cadastrados.

Segundo o executivo, o Facebook Pay vai permitir que as pessoas vejam em um só lugar todos os produtos e serviços que comprou pelo WhatsApp, Instagram ou no próprio Facebook. "Quando alguém der o OK, poderá compartilhar suas credenciais de pagamento com todos os apps da família Facebook. Então, se você comprou algo no Instagram, poderá acessar seus registros financeiros pelo Facebook e vice-versa", explicou.

Shah evitou dar algum prazo para o recurso ser lançado e não deu detalhes de como será essa integração, mas sugeriu que esta área reunirá os itens que as pessoas viram online na plataforma.

A princípio, os pagamentos no WhatsApp são processados pela Cielo e podem ser feitos com cartões do Banco do Brasil, Sicredi e Nubank, das bandeiras Visa e Mastercard. É esperada a adesão de Bradesco, Itaú e Santander, que chegaram a testar o serviço, mas tiveram de interromper as atividades por não conciliar o novo modelo de trabalho remoto ao desenvolvimento da tecnologia.

Consultado, o Banco Central enviou nota à reportagem afirmando estar atento a novos concorrentes do mercado de pagamentos:

O BC vai ser vigilante a qualquer desenvolvimento fechado ou que tenha componentes que inibam a interoperabilidade e limite seu objetivo de ter um sistema rápido, seguro, transparente, aberto e barato

A integração dos sistemas de pagamento de vários aplicativos sob o Facebook Pay faz parte da estratégia anunciada no ano passado por Mark Zuckerberg, executivo-chefe do Facebook, que pretende conectar os vários serviços da empresa a tal ponto que seria possível a um usuário do WhatsApp mandar uma mensagem para alguém que só tivesse conta no Instagram.