PUBLICIDADE
Topo

Usuários relatam falha com tela verde em diversos celulares da Samsung

Tela verde tem aparecido em diversos celulares da Samsung após atualização do Android - Arquivo pessoal
Tela verde tem aparecido em diversos celulares da Samsung após atualização do Android Imagem: Arquivo pessoal

Felipe Oliveira

Colaboração para Tilt

04/05/2020 04h00

Diversos usuários de smartphones da linha S da Samsung procuraram o UOL para reclamar de uma falha grave que acontece após a atualização de abril do sistema, que instala a versão mais recente do Android 10. Segundo os relatos, a tela dos aparelhos fica gradualmente verde e listrada. Primeiro, aconteceu com celulares da linha Galaxy S20. Depois, proprietários de diversos modelos da linha S passaram a enfrentar o bug.

"Instalei a atualização de software disponível, como de costume. Na primeira semana de abril, percebi que meu smartphone Galaxy S8 começou a apresentar a tela verde com listras quando eu usava o aparelho por alguns minutos", relata a estudante Lorena Nogueira do Rosário.

O problema foi piorando com o passar do tempo, diz ela. "No início, bastava bloquear a tela e esperar alguns minutos para que ela voltasse ao normal. Depois de uma ou duas semanas, a tela verde começou a aparecer cada vez com mais frequência até que não sumiu mais", contou.

Outro usuário entrevistado por Tilt confirma que o problema é progressivo.

O problema piora após cerca de uma semana, quando a tela fica completamente verde e branca, sem sensibilidade ao toque quase o tempo todo. O touch funciona por dez segundos e para. Fica alternando entre funcionamento e não-funcionamento. Todos os componentes internos do meu aparelho se apresentam impecáveis. O problema se restringe à tela
Gabriel Benevides Valiate Martins, estudante

Usuários relatam falha com tela verde em diversos celulares da Samsung 2 - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Software

Em grupos e fóruns de tecnologia, usuários confirmam que o problema vai aumentando até impossibilitar o uso do aparelho. De acordo com o site Sammobile, especialista em aparelhos da Samsung, a empresa coreana está ciente da falha e deve lançar uma nova atualização de software em breve para corrigi-lo.

Segundo relatos de usuários, diminuir o brilho do Galaxy S20 para menos de 30% faz com que o problema se manifeste em diversos aplicativos como Câmera, Samsung Play e Snapchat, entre outros. Além disso, o tom verde aparece quando a temperatura do telefone ultrapassa a temperatura de 40 ºC ou a bateria está em 5%.

No S20, o problema parece estar na incompatibilidade de alguns aplicativos à frequência de tela de 120 Hz, mas as linhas S7, S8 e S9 trazem por padrão 60 Hz de taxa de atualização.

"A atualização vai diretamente para o microprocessador, que é o cérebro do aparelho e controla tudo. Portanto, mexe muito com o aparelho", explica André Castro, gerente de operações da assistência técnica Grupo PLL. "O que pode ocorrer é que o software quer uma coisa e o hardware vai ter outra. Na linha S, a Samsung está colocando muita tecnologia no software e nem sempre o hardware responde à altura."

Para o especialista, a Samsung pode ter acelerado uma atualização e isso causou problemas. "Será que foram feitos todos os testes necessários antes de jogar em campo? Provavelmente existe um gap, algo não coberto nos testes antes de ir ao mercado."

André Reis, fundador da assistência técnica Hospital Mais Phone, concorda. "Quando essa atualização veio, as telas não acompanharam. Na minha opinião, há um conflito do software com o hardware, ou seja, entre o sistema operacional e a tela", acredita. Segundo ele, é muito comum no mercado encontrar telas em 120 Hz configuradas para receber 60 Hz.

"Quando você diminui o brilho da tela, os pixels alteram de cor com menos intensidade. Mas, chega uma hora que o sistema reconhece que não adianta mostrar a imagem menos intensificada, então desabilita de vez o pixel, mostrando esse esverdeado mais forte. Em alguns casos, o aparelho entra até em modo de recuperação", afirma.

Contatos com a Samsung

De acordo com alguns relatos, a Samsung chegou a afirmar que os usuários teriam de trocar a tela e arcar com os custos.

"Me orientaram a fazer um procedimento de resetar os pixels da tela e, caso não funcionasse, poderia realizar a restauração das configurações de fábrica. Não funcionou", conta Lorena. Como não obteve sucesso com a orientação da Samsung, ela decidiu abrir uma reclamação no site consumidor.gov.br.

"A empresa informou que como meu aparelho está fora do período de garantia eu poderia enviá-lo para a assistência técnica, mas teria que pagar pelo reparo. Ou seja, troca da tela, que custa entre R$ 800 e R$ 1.000, praticamente o valor de um aparelho usado", relata.

Gabriel afirma que obteve a mesma resposta. "A empresa relatou que se trata de uma fatalidade rara e que nada pode fazer a não ser trocar a tela. Não de maneira gratuita, afinal o aparelho já se encontra fora da garantia."

De acordo com André Reis, do Hospital Mais Phone, trocar a tela soluciona o problema, mas, o usuário gasta entre R$ 1.900 a R$ 2.300 no caso do Galaxy S20. "Toda tela, logo que fabricada, tem a programação dela. Talvez uma programação errada na hora de soltar o lote pode ter causado esse problema, porque pelo que estou vendo não são em todos os aparelhos", especula.

Tilt entrou em contato diversas vezes com a Samsung para saber se a empresa já descobriu o que pode ter causado o problema e se já tem uma alternativa para corrigi-lo. Até o fechamento dessa reportagem, a empresa não respondeu às solicitações.