PUBLICIDADE
Topo

Empresa de IA tinha bilhões de fotos nossas, e agora hackers levaram tudo

Reconhecimento Facial -
Reconhecimento Facial

De Tilt, em São Paulo

26/02/2020 19h39

A "Clearview AI", startup de Nova York que compila bilhões de fotos para tecnologia de reconhecimento facial, afirmou nesta quarta-feira (26) ter perdido toda sua lista de clientes para hackers. Ou seja, uma infinidade de fotos pessoais de muita gente —incluindo talvez você, que está lendo isso agora— está nas mãos de quem não devia.

Em notificação enviada aos usuários, obtida pelo site "Daily Beast", a empresa informou que um intruso "conseguiu acesso não autorizado" à lista de clientes da companhia, que inclui forças policiais, forças de segurança e bancos. A empresa ainda afirmou que o hacker não obteve nenhum histórico de pesquisa dos clientes.

Tor Ekeland, advogado da Clearview AI, afirmou que a falha já foi consertada e que, ainda que segurança seja a prioridade da empresa, "infelizmente, brechas nos dados são parte da vida". Que coisa, não? Infelizmente para nós, a empresa afirma reunir mais de 3 bilhões de fotos da internet, incluindo imagens de plataformas como Facebook, Instagram, Twitter e YouTube.

A Clearview AI já havia sido alvo de controvérsia em janeiro. Uma investigação do New York Times revelou que a empresa permitia que forças de segurança usassem sua base de dados para associar fotos de rostos desconhecidos à de pessoas na internet. A tecnologia da empresa ainda retém as imagens mesmo quando deletadas de suas plataformas originais e contas privadas.

Em entrevista à CNN neste mês, o fundador e executivo-chefe da companhia, Hoan Ton-That, minimizou preocupações com sua ferramenta. Ele disse que quer construir uma "grande empresa americana", com "a melhor das intenções". O vietnamita ainda afirmou que não venderia seu produto ao Irã, Rússia ou China e alegou que sua tecnologia está "salvando crianças e resolvendo crimes".

Resta saber como a Justiça americana vai abordar esse caso e impor alguma sanção à empresa por esse "pequeno" vacilo.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Dados