PUBLICIDADE
Topo

"Robô-bagageiro" que te segue faz a mala com rodinhas parecer peça de museu

O robô Gita acompanha seu dono a uma certa distância - Divulgação
O robô Gita acompanha seu dono a uma certa distância Imagem: Divulgação

Thiago Varella

Colaboração para Tilt

12/02/2020 04h00

Para que carregar mochila, sacola ou um carrinho de compras, quando um robô pode fazer tudo isso para você e deixar suas mãos completamente livres? Esta é a ideia por trás do Gita, um robô feito pela empresa americana Piaggio Fast Forward.

Ao primeiro olhar, Gita se parece com um desses coolers de guardar bebidas, mas com um visual hi-tech. O interior do robô é espaçoso e tem capacidade de transportar até 18 kg. Além disso, Gita também possui cinco câmeras para registrar a distância dos objetos e o formato das suas pernas. Isso porque o robô segue o dono para onde ele for.

Gita foi lançado em novembro com o preço nada convidativo de US$ 3.250 (cerca de R$ 14 mil). Sim, ter um robô carregando suas coisas ainda é para poucos. Aliás, quando eu digo poucos, me refiro apenas aos ricos. Se você tem dinheiro, mas não tem a menor intimidade com tecnologia, Gita pode ser seu sem problemas.

O robô começa a funcionar literalmente ao apertar um botão e te segue sem que você precise se esforçar. Aliás, deve ser muito fácil esquecer do Gita, já que ele roda sempre atrás do dono a uma certa distância para não atrapalhar ninguém.

Apesar das câmeras, os fabricantes do Gita asseguram que ele não é um dispositivo de vigilância móvel. Os dados de imagem coletados não são armazenados em nenhum lugar. O robô também não tem autonomia real. A menos que você esteja andando na frente dele, o Gita não pode e não vai a lugar algum.

Aliás, a ideia do Gita é a de fazer o dono do robô caminhar. Ter um aparelho que carrega suas coisas na rua desde que você ande, força a deixar o carro em casa.

O robô pode funcionar por até quatro horas sem parar e recarrega completamente em duas horas em uma tomada padrão.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Robô