Topo

Ex-cientista da Nasa diz que agência achou vida em Marte nos anos 1970

Visão de uma região de Marte cheia de crateras fotografada pela Agência Espacial Europeia  - NYT
Visão de uma região de Marte cheia de crateras fotografada pela Agência Espacial Europeia Imagem: NYT

Do UOL, em São Paulo

15/10/2019 12h36

Um ex-cientista da Nasa (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço, na sigla em inglês) disse que a agência encontrou vida em Marte nos anos 1970. Em artigo publicado na revista Scientific American, Gilbert V. Levin argumenta que os resultados de um experimento de 1976 provaram que existe vida no planeta vermelho.

Levin era o principal investigador do programa não tripulado Viking, que colocou duas sondas em Marte. Uma vez lá, os veículos realizaram um teste batizado Labeled Release, que tentava encontrar matéria orgânica no solo do planeta.

Para isso, a sonda liberava nutrientes no solo de Marte, checando depois se eles foram consumidos — o que provaria a existência de vida no planeta. Em um segundo teste, a sonda Viking repetia o processo em um pedaço de solo "cozido", ou seja, exposto a um calor que se provaria letal para qualquer forma de vida conhecida.

No primeiro teste, os nutrientes foram consumidos em parte. No segundo, não. "Para mim, parecia que havíamos respondido à pergunta mais importante de todas", escreveu Levin no artigo, se referindo à dúvida se estamos sozinhos no universo.

No entanto, experimentos subsequentes não tiveram o mesmo resultado, e a Nasa não conseguiu replicar o teste em laboratório. "Assim, a agência concluiu que o que existia no solo de Marte era algo parecido com a vida, mas não a vida", explicou Levin.

"Inexplicavelmente, nos 43 anos desde as sondas Viking, nenhuma das outras missões da Nasa em Marte realizaram testes de detecção de vida semelhantes. Eles não seguiram adiante após esses resultados iniciais tão interessantes", comentou ainda.

Levin notou, no artigo, que experimentos mais recentes voltaram a achar evidência da vida em Marte. "O que nos aponta que não existe vida no planeta vermelho? Impressionantemente, nada", concluiu.

Ciência