PUBLICIDADE
Topo

Sexting

Tinder libera conversa por vídeo após o match; veja como usar

Dollar Gill/Unsplash
Imagem: Dollar Gill/Unsplash
Felipe Germano

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre comportamento humano, saúde, tecnologia e cultura pop. Para encontrar as boas histórias, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Já trabalhou nas redações da Jovem Pan, do site Elástica, na revista Época e na revista Superinteressante.

29/10/2020 04h00

O Tinder anunciou que, finalmente, os videochats foram disponibilizados para seus usuários do mundo todo.

A notícia, para alguns, pode soar como velha. E faz sentido. O Tinder vinha testando a funcionalidade, chamada de Face to Face, desde o começo da pandemia. Algumas pessoas e regiões já estão há alguns meses com a ferramenta habilitada. Mas agora ela está liberada para todxs.

A novidade, inclusive, é ótima até mesmo para quem já estava entre o seleto grupo. Perde-se a exclusividade, e um pouco da soberba, mas esses poderão fazer o videochat com ainda mais pessoas. Principalmente para os usuários que usam a função passaporte, ou seja, veem matchs de outros países. Agora não há mais o risco de não ter a função no território onde você queria xavecar.

O conceito é o mesmo com que já estamos acostumados há certo tempo: com alguns poucos toques na tela, você poderá ver o outro pombinho pela câmera do celular —para baterem um papo ou esquentarem as coisas, se assim for da vontade de todos, claro.

Videochat: Tinder libera conversa por vídeo - veja como usar! - Nathan Dumlao/Unsplash - Nathan Dumlao/Unsplash
Já testada nos últimos meses, agora a função está disponível para todos os usuários
Imagem: Nathan Dumlao/Unsplash

Para ativar o recurso, também não precisa de muito esforço.

Assim como tudo no app, o primeiro passo é o match. Se você e seu novo crush se curtirem, o rostinho dele aparecerá na aba de conversas. Chame para um papo —só lembre de não falar "oi" ou "olá". Não estrague tudo logo de cara.

Na sua primeira vez, inclusive, a porta para habilitar a função talvez esteja justamente na área do chat. É provável que na sua janelinha apareça uma mensagem como essa:

Videochat: Tinder libera conversa por vídeo - veja como usar! - Reprodução/Tinder - Reprodução/Tinder
Antes de ser ativado, o aplicativo te questiona, no chat, se há interesse em utilizar a função
Imagem: Reprodução/Tinder

Se não é o caso, nenhum problema.

A novidade também aparece na forma de um ícone de câmera, no canto superior direito. Exatamente como no WhatsApp.

Você, então, deve ativar as permissões do app, o que, na prática, é permitir que ele tenha acesso à sua câmera e microfone. Tudo muito fácil e muito rápido. Mas não acaba aí.

Assim como no momento do match, não basta simplesmente apertar um botão para se conectar com o outro: tem que haver reciprocidade.

Videochat: Tinder libera conversa por vídeo - veja como usar! - Ghen Mar Cuaño/Unsplash - Ghen Mar Cuaño/Unsplash
A conversa por vídeo só é permitida quando os dois participantes acenarem que querem se ver
Imagem: Ghen Mar Cuaño/Unsplash

A priori, você não pode simplesmente chamar a pessoa para uma ligação em vídeo. Tanto você quanto seu mozão devem concordar que está pintando um clima suficiente ao ponto de vocês quererem ver o rostinho um do outro.

Se você estiver na vontade para fazer essa ligação, selecione a tal da câmera e clique no botãozinho ao lado da frase "Tenho interesse em um Videochat com?"

Caso os dois façam isso, a câmera mudará de cor, passando de azul para roxo. Aí é só clicar.

Uma tela abrirá mostrando como você está —para dar aquela última ajeitada no cabelo—, e confirmando, você começa a ligação.

O funcionamento dela, alias, é idêntico ao do zap: se a pessoa atender, as duas câmeras são liberadas e é só alegria. Se ela rejeitar, ou deixar tocando, a ligação não é iniciada.

O Tinder, no entanto, deixa claro que é importante ter algumas regrinhas. Não mostre menores de idade nas conversas. Não fale nada que remeta a discursos de ódio, violência, ou qualquer atividade ilegal e, olhe só, nada de nudez.

A plataforma não vai te banir se aparecer um peitinho ou um pintinho na tela, vale dizer, mas se você resolver mostrar algo para uma pessoa que não quiser ver, ela pode te denunciar —e, aí sim, talvez você perca sua conta. Merecidamente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL