PUBLICIDADE
Topo

Live: entenda como é feito o ranking brasileiro das cidades inteligentes

Renato de Castro
Imagem: Renato de Castro
Renato de Castro

Renato de Castro é expert em Cidades Inteligentes. É embaixador de Smart Cities do TM Fórum de Londres, membro do conselho consultivo global da Leading Cities de Boston e Volunteer Senior Adviser da ITU, International Telecommunications Union das Nações Unidas. Acumulou mais de duas décadas de experiência atuando como executivo global. Renato já esteve em mais de 30 países, dando palestras sobre cidades inteligentes e colaborando com projetos urbanos. Atualmente, reside em Barcelona onde atua como CEO de uma spinoff de tecnologia para Smart Cities.

22/09/2020 04h00

Essa semana temos uma surpresa para vocês: voltaremos com nossas lives. E para recomeçar com pé direito, hoje, 22 de setembro, às 16h, conversaremos com o time da Urban Systems sobre os critérios utilizados para a elaboração do ranking das cidades mais inteligentes do Brasil deste ano. Semana passada, divulgamos em primeira mão o ranking na nossa coluna e tivemos uma grande participação dos leitores, inclusive com vários questionamentos.

A falta de mobilidade e o alto custo de vida em Florianópolis, levantados pelo nosso leitor Fernando B, e a queda da pontuação máxima das cidades em relação ao ranking do ano passado, apontada pelo RobBarra, são alguns dos pontos que vamos aprofundar hoje.

Não conseguiu achar sua cidade na lista e ficou curioso para saber a posição dela no ranking nacional? Então não perca a oportunidade de perguntar diretamente para quem analisou todos os dados e elaborou a lista! Nos vemos mais tarde para esse super bate-papo.

Clique aqui para a live.