PUBLICIDADE
Topo

A Lua vai ocultar Marte neste sábado. Vamos observar?

Lua e Marte, pouco depois das 21h - fisicanaveia.com.br
Lua e Marte, pouco depois das 21h Imagem: fisicanaveia.com.br
Dulcidio Braz Jr

Dulcidio Braz Jr. é físico pelo Instituto de Física "Gleb Wataghin" (IFGW) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde atuou como pesquisador no Departamento de Eletrônica Quântica antes de perceber que seu caminho era o da educação. É pioneiro no Brasil no ensino de relatividade, quântica e cosmologia para jovens estudantes do final do ensino médio e início do curso superior. Hoje, além de professor, é autor de materiais didáticos e faz questão de dizer que, aqui no blog, é professor e aluno em tempo integral --enquanto ensina, também aprende.

05/09/2020 10h36

Neste sábado, 5 de setembro, logo depois que a Lua Minguante nascer por volta das 21h do lado leste do céu, bem abaixo dela, ou seja, mais perto da linha do horizonte, você logo vai ver um pontinho alaranjado ascendo ao céu e parecendo seguir a Lua. Sabe quem é ele? Marte! Sim, o planeta vermelho. Simulei a cena e o resultado você encontra na imagem logo acima que retrata aproximadamente o que você vai poder observar a olho nu.

Se tiver paciência, com o passar das horas, você verá Marte gradativamente "aproximar-se" da Lua. Usei aspas porque trata-se de uma aproximação meramente visual já que Marte está muito mais distante da Terra do que a Lua — atualmente a Lua encontra-se a cerca de 401.000 km da Terra; Marte, bem mais distante, a cerca de 71.000.000 km daqui. E é justamente aí que está a graça do fenômeno! Pouco antes da meia-noite, quando Marte estiver quase "batendo" na Lua, ele vai sumir ao passar por trás dela. Este fenômeno é o que chamamos em Astronomia de ocultação.

O mais legal é que, mais tarde, uns 50 minutos depois que Marte "sumir" ocultado pelo nosso satélite natural, ele vai reaparecer, de outro ponto, quando sair de trás da Lua.

O fenômeno é bem curioso e não requer nenhum instrumento óptico para ser observado. É claro que um bom binóculo pode revelar mais detalhes dos astros, o que é sempre legal. Um telescópio, ainda que pequeno, melhor ainda. Mas, se você não tiver binóculo nem telescópio, não desanime. Vai no "olhômetro" mesmo! Garanto que, de qualquer forma, será uma experiência bem divertida e diferente!

Confira abaixo algumas imagens do fenômeno, simuladas pelo software Stellarium — um planetário desktop freeware e open source; você pode baixá-lo em www.stellarium.org. Os horários de cada etapa podem variar dependendo de onde você estiver. Usei como localidade a minha cidade, São João da Boa Vista, interior de São Paulo, latitude - 21,97 e longitude - 46,76.

Para o sul do Brasil, infelizmente, Marte "tangencia" a borda da Lua, mas sem ocultação. Você pode simular o evento online em https://stellarium-web.org/ para ter certeza se o fenômeno será visível em sua cidade.

Cronologia do fenômeno

Por volta de 23h30min, Marte já estará visualmente bem próximo da Lua.

15 minutos depois, perto de 23h45min, a aproximação será ainda mais acentuada.

Mais uns 10 minutos e, perto de 23h55min, Marte estará "coladinho" na Lua. Vai começar a ocultação!

Já na madrugada de domingo, 6 de setembro, por volta das 0h47min, Marte vai reaparecer por trás da Lua, na porção escura da Lua Minguante, onde não está chegando luz solar. O efeito será bem bacana!

Cronologia da ocultação de Marte pela Lua

O que eu veria com um telescópio?

Um telescópio propicia aumento. Dependendo do modelo e da lente ocular usada, é possível ver detalhes da Lua e de Marte. Confira, nas duas imagens abaixo, o que dá para ser ver com um telescópio de porte médio, no início e no fim da ocultação.

Como é ver a ocultação de Marte com um telescópio

Ficou curioso para este curioso fenômeno? Vamos observar?

Importante: dá para ver o fenômeno sem sair de casa, bem no espírito do #Astroisolamento, hashtag que lancei aqui incentivando as pessoas o olharem o céu com segurança e sem sair de casa durante o isolamento social. Não se esqueça de que ainda estamos em isolamento social por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus! E todo cuidado ainda é bastante necessário!

Bons céus! Boas observações a todos!

Vou tentar ver e fotografar a ocultação de Marte usando câmera digital e telescópio pela janela do meu apartamento. Se obtiver sucesso, posto as astrofotos noutro post!

Abraço do prof. Dulcidio! E Física (e Astronomia) na veia, com toda a segurança!

Física na Veia

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL