PUBLICIDADE

Topo

Yakuza: novo filme baseado no game pode aprender muito com a versão de 2007

Adaptação japonesa de Yakuza foi lançada em 2007 no Japão - Reprodução/IMDB
Adaptação japonesa de Yakuza foi lançada em 2007 no Japão Imagem: Reprodução/IMDB

Makson Lima

Colaboração para o START

17/10/2020 04h00

Um filme baseado na série de games Yakuza, da Sega, vem aí. Mais uma adaptação cinematográfica na onda de Monster Hunter, Sonic The Hedgedog , Uncharted e até o reboot de Resident Evil na tela grande.

No caso de Yakuza, o certo é dizer um NOVO filme está por vir, porque uma adaptação, totalmente japonesa, foi feita em 2007, e o futuro longa-metragem pode aprender muita coisa com ele.

O Poderoso Dragão

Yakuza tem mais de quinze anos e dezenas de jogos lançados, desde a época do PlayStation 2, mas só nos últimos anos se tornou uma das franquias mais populares da Sega, graças a Yakuza 0 e os remakes dos primeiros jogos: Yakuza Kiwami 1 e 2.

É por isso que um filme, a essa altura, é o caminho certeiro para chamar ainda mais atenção para as histórias de máfia idealizadas por Toshihiro Nagoshi e sua equipe da Ryu Ga Gotoku Studio.

A trama dos jogos funciona muito bem para o cinema ao mostrar o submundo da máfia japonesa bem no coração de Tokyo, sempre com cenário em Kamurocho, bairro fictício inspirado na região boêmia real de Kabukicho da cidade.

Games Yakuza - Divulgação/SEGA - Divulgação/SEGA
Kazuma Kiryu foi o grande protagonista da série
Imagem: Divulgação/SEGA

Já em 2007, o filme Like a Dragon adaptava a trama do primeiro jogo da série Yakuza, tomava algumas liberdades poéticas e acabava entregando um filme de qualidade acima da média quando pensamos em adaptações de videogame para o cinema, principalmente para a época.

Mas para entendermos o porquê de essa adaptação ser tão boa, precisamos falar do diretor do longa: Takashi Miike

O diretor certo para o trabalho

Antes de topar a direção do primeiro filme de Yakuza, o cineasta Takashi Miike já contava com dezenas de longas em seu currículo, inclusive dois com nome de Dead or Alive, mas que não têm qualquer relação com a franquia da Tecmo.

Diretor Takeshi Miike - Rick Kern/Getty Images - Rick Kern/Getty Images
Takashi Miike é um diretores japoneses mais conhecidos atualmente
Imagem: Rick Kern/Getty Images

Yakuza (o jogo) contém o material ideal para Miike florescer, pois sua filmografia conta com diversos filmes sobre yakuza (a máfia), sempre transitando entre seriedade absoluta e a galhofa total.

Miike vai na contramão do outro grande cineasta dedicado ao gênero, Takeshi Kitano, que, inclusive, já foi transformado em personagem nessa franquia de jogos.

Esse ideal foi levado até as últimas consequências com Like a Dragon, de 2007, pelo bem ou pelo mal.

O Dragão de Dojima na tela grande

Yakuza Like a Dragon Filme - Reprodução/IMDB - Reprodução/IMDB
Imagem: Reprodução/IMDB

Na sempre movimentada e perigosa Kamurocho, um homem é solto da prisão e precisa rever todo seu passado.

Kitamura Kazuki é Kazuma Kiryu, o eterno Dragão da Família Dojima e bastante respeitado no submundo da cidade. Com seu terno cinza, cara de poucos amigos e um grande coração, tem visual e trejeitos que beiram o impecável quando pensamos no jogo.

Algumas rusgas são inevitáveis quando horas e horas de jogatina são traduzidas no formato convencional de noventa minutos de um longa-metragem, e algumas realizações impecáveis (como o supracitado visual) podem funcionar como ruído.

Além disso, é preciso pensar o roteiro para toda e qualquer audiência, por isso mesmo a visão do idealizador é tão importante no processo adaptativo.

Esse filme é mais uma obra de Takashi Miike do que um produto multimidiático de Yakuza.

Dito isso, a trama segue Kiryu, que casualmente encontra outra importante figura dos jogos, Haruka, e partem em busca de sua mãe desaparecida e também amiga de infância do ex-mafioso. Em paralelo, uma outra trama, original para o filme, em que um casal de jovens causa caos em Kamurocho.

Yakuza Filme Casal

No caminho de Kiryu, um velho amigo/rival dá as caras: trata-se de Goro "Mad Dog" Majima (interpretado magistralmente pelo xará Goro Kishitani, sem dúvida o ponto alto do filme), que só quer uma boa briga, afinal de contas, é preciso decidir quem é o mais forte.

O filme segue muitos dos pontos principais visto no enredo do primeiro game: o dinheiro do Tojo Clan que desaparece, o vilão Akira Nishikiyama e Kiryu em um explosivo confronto final e, o mais importante, a mescla de seriedade absoluta e galhofa despudorada é contemplada com louvor.

Yakuza Filme Briga

Takashi Miike entende de Yakuza (a máfia) nos cinemas como ninguém, e fez um bom trabalho adaptando Yakuza (o jogo) para o formato onde tem total domínio, mais ainda quando levamos em consideração outros filmes inspirados em videogames.

Provando que Like a Dragon não foi um golpe de sorte, Miike também adaptou outro jogo famoso para as telas grandes: Phoenix Wright: Ace Attorney, e que tem um resultado tão bom quanto.

Adaptação Ocidental

Yakuza Filme Majima - Divulgação - Divulgação
Majima, grande rival do protagonista Kiryu, é certo de aparecer na adaptação
Imagem: Divulgação

De acordo com o site Variety, um filme inspirado na franquia Yakuza está em produção pelas mãos da 1212 Entertainment (do recente Histórias Assustadoras para Contar no Escuro) e Wild Sheep Content.

Ou seja, é uma produção ocidental. Fica a torcida para o envolvimento de Takashi Miike na produção ou que, pelo menos, os produtores assistam Like a Dragon e tomem nota de uma coisa ou outra antes começarem as filmagens.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol