Topo

Radar


"Untitled Goose Game": Gansos na vida real são trolls como no jogo?

Bruno Izidro

Do START, em São Paulo

07/11/2019 04h00

Quem poderia imaginar que um ganso conquistaria a internet como o protagonista de "Untitled Goose Game"? O jogo já é a surpresa do ano nos videogames e fonte de memes instantâneos. Só que também difundiu a imagem de que o animal é um verdadeiro troll, infernizando tudo e todos por onde passa. Será que é verdade?

Para verificar na prática, o START foi até o Vale dos Gansos, um hotel fazenda a cerca de 30 quilômetros de São Paulo. Por lá, os habitantes até se mostraram um pouco ariscos, mas nem de perto são a personalização do capeta grunhindo HONK que você vê no game.

A primeira diferença entre fantasia e realidade é que os gansos, ao contrário do solitário protagonista de "Untitled Goose Game", não curtem tanto o isolamento. "Eles sempre ficam juntos, só no 'bolo' deles, e não se misturam (com outros animais)", diz Wagner Donizete, 45, que cuida dos animais no Vale dos Gansos.

Pudemos ver um grupo de quatro gansos na pequena lagoa do local: sempre juntos e nem se importante com os patos que também estavam na área.

Objetivo Concluído - Leo Martins/UOL
Objetivo Concluído
Imagem: Leo Martins/UOL

Os entendidos em biologia sabem que os gansos são aves da família Anatidae, o que significa que são parentes dos patos, cisnes e marrecos. Mas, como aqueles primos na reunião de família, preferem ficar na deles.

Donizete diz que gansos são geralmente dóceis e não costumam incomodar a vida alheia. Então você não verá na vida real as trollagens comuns no jogo, como um ganso roubando óculos de criança, pegando as chaves do jardineiro ou jogando objetos no meio do lago.

Em "Untitled Goose Game", jogador controla um ganso que precisa roubar objetos e promover o caos em uma pequena vila - Divulgação
Em "Untitled Goose Game", jogador controla um ganso que precisa roubar objetos e promover o caos em uma pequena vila
Imagem: Divulgação

Nem mesmo quando preparamos um piquenique, com um cafezinho quente e sanduíche, os gansos se mostraram curiosos.

Thatiana Souza, bióloga do setor de aves da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, explica que as cenas de "Untitled Goose Game" dificilmente aconteceriam na vida real.

Gansos costumam chegar próximo das pessoas ou de coisas novas que forem deixadas próximas a eles, mas não existe o hábito de pegar objetos e fugirem
Thatiana Souza, bióloga do Zoológico de São Paulo

HONK!

Ficção e realidade entre gansos - Leo Martins/UOL
Ficção e realidade entre gansos
Imagem: Leo Martins/UOL
"Untilted Goose Game" não chega a distorcer completamente o comportamento de gansos, e pelo menos um aspecto do jogo é similar à realidade: o temperamento agressivo dessas aves, principalmente quando estão protegendo seu território ou filhotes.

"Para defender seu território e durante o período reprodutivo eles enfrentam as pessoas e até mesmo outros animais", diz a Thatiana Souza.

(Gansos) podem chegar a perseguir e atacar (menos comum) até que se sintam seguros novamente
Thatiana Souza, biólogoa, sobre o comportamento dos gansos

No Vale dos Gansos, testemunhamos isso de perto com uma fêmea que tinha dado cria havia poucas semanas. Ela não saiu de perto dos filhotes, e qualquer tipo de aproximação era recebido não pelo "Honk" do jogo, mas por um som assustador, mas alto e estridente.

"Isso aí é ela dizendo para não chegar perto", alertou o tratador Wagner Donizete.

A língua serrilhada do Ganso é chamada de Tomia - Leo Martins/UOL
A língua serrilhada do Ganso é chamada de Tomia
Imagem: Leo Martins/UOL

"Untitled Goose Game" certamente seria um jogo mais assustador, e até macabro, se os "honks" do ganso fossem substituídos pelo som real. No caso dos gansos brancos, a bióloga Thatiana Souza lembra que são muito conhecidos e usados para proteção de casas e fazendas graças aos sones que emitem - levando a fama, inclusive, de "sinaleiro", capazes de avisar sobre aproximação de estranhos, além de afastar animais indesejados.

Estaria aí uma ideia para a continuação do jogo do ganso? Fica a dica para os desenvolvedores do estúdio australiano House House.

Gansos só atacam quando se sentem ameaçados - Leo Martins/UOL
Gansos só atacam quando se sentem ameaçados
Imagem: Leo Martins/UOL

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Radar