Topo

Reviews


"Sombras da Guerra" é divertido, mas não para fãs de "Senhor dos Anéis"

Divulgação
Imagem: Divulgação

Pablo Raphael

Do UOL, em São Paulo

05/10/2017 14h11

"Terra-média: Sombras da Guerra" é o segundo jogo da série de ação da WB Games inspirado nas obras de Tolkien e, embora seja um ótimo videogame, se você é fã de "O Senhor dos Anéis", é melhor ir com calma.

No game, você controla o guardião Talion, sempre acompanhado do espírito do elfo Celebrimbor, em sua jornada de vingança contra Sauron. A dupla forja um novo Anel do Poder para enfrentar a horda de Orcs e outras criaturas sombrias que habitam Mordor, cumprindo missões para ajudar os soltados de Gondor e tentar evitar a guerra que está por vir - a trama se passa muito antes dos eventos de "A Sociedade do Anel".

"Terra-média: Sombras da Guerra" tem dublagem, legendas e menus em português - Divulgação
"Terra-média: Sombras da Guerra" tem dublagem, legendas e menus em português
Imagem: Divulgação
Assim como em "Sombras de Mordor", o mundo do jogo é populado por tropas de Orcs lideradas por capitães, cada um com personalidade própria, vantagens especiais e pontos fracos que devem ser explorados, tudo gerado pelo sistema Nêmesis. Essa mecânica é o grande responsável pelas muitas horas de diversão que o game proporciona, sempre criando novos desafios e experiências distintas para cada jogador.

O sistema como um todo é mais robusto do que no primeiro jogo, o que melhora a experiência de cada novo chefão que Talion encontra pelo caminho. Outra novidade importante, liberada conforme você avança em "Sombras da Guerra", é a possibilidade de dominar e converter os Orcs para o seu lado, criando assim um exército para combater os servos de Sauron.

ACOMPANHE UOL JOGOS NO YOUTUBE!

O combate segue o estilo dos "Batman: Arkham" e faz bonito, principalmente quando você libera novos movimentos, contra-ataques e poderes para Talion. Ainda assim, usar o cenário para criar armadilhas de forma criativa é uma estratégia melhor recompensada do que simplesmente tentar derrotar todos os Orcs na ponta da espada.

Você com certeza vai passar mais tempo caçando, eliminando e convertendo capitães Orcs do que procurando pelos colecionáveis (que são muitos e bem divertidos) ou cumprindo as missões da campanha principal. A história é fraca e toma uma grande licença poética em cima de "O Senhor dos Anéis" - e a Laracna gótica suave é só a primeira de muitas coisas para as quais os fãs de Tolkien vão torcer o nariz.

A aranha Laracna é um dos primeiros personagens que você encontra em "Sombras da Guerra" e ela tem um papel importante na aventura - e, talvez por isso, tenha uma aparência bem diferente da que os fãs estavam acostumados. - Divulgação
A aranha Laracna é um dos primeiros personagens que você encontra em "Sombras da Guerra" e ela tem um papel importante na aventura - e, talvez por isso, tenha uma aparência bem diferente da que os fãs estavam acostumados.
Imagem: Divulgação

É fato que a ambientação de "O Senhor dos Anéis", com seus Orcs, soldados de Gondor, criaturas monstruosas, cidadelas impressionantes, é um material farto para "Sombras da Guerra" explorar. E visualmente, o jogo faz bonito com isso tudo, mesmo que seja absurdo ver como os Orcs são eloquentes e conversadores.

Além dos feiosos Orcs (que existem em vários tipos e com muitas aparências distintas), há criaturas para domar e montar, insetos enormes e animais perigosos, trolls e outras criaturas mais perigosas. Montar em dragões é uma experiência e tanto. Entre lutas, assassinatos furtivos, vinganças e exploração em busca de itens escondidos, "Sombras da Guerra" é um autêntico parque temático inspirado na obra de J. R. R. Tolkien - mas não é mais do que isso.

Um problema sério de "Sombras de Mordor" é o excesso de opções e coisas que você pode fazer e precisa gerenciar - e como elas são o tempo todo expostas na tela, que fica sobrecarregada de informações. São golpes especiais, movimentos de combate, ações furtivas, itens para coletar, itens para aprimorar, Orcs e tropas para comandar, batalhas contra assassinos online ou vinganças contra os capitães que te derrotaram, no meio disso tudo a campanha do jogo e por aí vai. Não reclamo de ter muitas opções de ação, mas sim de como isso é constantemente comunicado para o jogador. É fácil ficar sobrecarregado de informações e isso mais confunde do que orienta os jogadores.

O sistema Nêmesis rende os melhores momentos do game ao criar capitães Orcs com personalidades distintas e características variadas que você deve explorar para alcançar a vitória. - Divulgação
O sistema Nêmesis rende os melhores momentos do game ao criar capitães Orcs com personalidades distintas e características variadas que você deve explorar para alcançar a vitória.
Imagem: Divulgação

Com elementos de "Batman", "Assassin's Creed" e o intrigante e divertido sistema Nemêsis, "Sombras da Guerra" é uma ótima opção para curtir os meses do final do ano, que todos os fãs de jogos de ação deveriam experimentar. Mas não espere muito da história. Talion é praticamente um super-herói lutando contra forças que deveriam ser muito mais poderosas, afinal todos sabemos como as coisas acabaram para homens e elfos quando Sauron reuniu seus exércitos e marchou pela Terra-média. Se você ignorar esses fatos, vai se divertir muito mais.

Reviews