PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Após 1 ano de pandemia, ibope de toda a TV aberta desaba

Nem o "BBB 21" impediu a TV Globo de perder público no mês passado - Reprodução/ Globoplay
Nem o "BBB 21" impediu a TV Globo de perder público no mês passado Imagem: Reprodução/ Globoplay
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

05/04/2021 00h18

Nem o "BBB21", da Globo e nem a novela "Gênesis" (Record) estão conseguindo segurar a fuga desenfreada de público da TV aberta.

Pelo menos é o que mostram dados exclusivos de audiência obtidos por esta coluna referentes ao mês passado, quando esses dois programas estavam elevando o ibope de suas emissoras em horário nobre.

Os dados apontam que no mês passado, quando comparado com março de 2020 —o marco "zero" da pandemia de coronavírus—, a audiência de todas as TVs abertas caiu no Brasil. E caiu consideravelmente.

Os índices foram mensurados pela empresa Kantar Ibope Media, mas foram obtidos junto a outras fontes nas emissoras de TV (os assinantes do serviço). Isso porque a Kantar não pode divulgar esse tipo de comparativo à imprensa, por questões contratuais.

Foi analisado o quesito "share" das emissoras. "Share" é a participação que cada uma delas tem no universo de TVs ligadas. Em outras palavras: de todas as TVs ligadas num certo momento, qual a porcentagem que está sintonizando esta ou aquela emissora.

Em março de 2021, SBT e RedeTV foram as emissoras que mais perderam público ("share"): ambas caíram -21%.

Ou seja, perderam 1 em cada 5 telespectadores.

A Band também teve uma queda expressiva: -12% de share.

A Record, mesmo com a novela "Gênesis" indo bem de audiência, perdeu 6% do público.

Já a TV Globo, a despeito do sucesso de "BBB21", perdeu 4%.

A crise na TV aberta vem de longe e está sendo agravada pelo consumo cada vez maior de streaming e internet.

Apesar de ainda ser a maior mídia no país, nos últimos 20 anos ela já perdeu quase metade de seu público.

Mesmo assim, note abaixo que, na média nacional, cerca de um terço das TVs ligadas permanece na Globo na média 24 horas por dia.

Veja abaixo o comparativo dessas emissoras em share 2020/2021)
Média 24h, nas 15 maiores regiões metropolitanas do país

Globo: 36,2% / 34,8%
Record: 12,1 / 11,4%
SBT: 12,4% / 9,8%
Band: 3,3% / 2,9%
RedeTV: 1,5% / 1,2%

Fonte: Dados mensurados pela Kantar Ibope Media obtidos pela coluna de forma independente

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops