PUBLICIDADE
Topo

Morre poeta Francisco Brines, dias depois de receber Prêmio Cervantes, aos 89

17.11.2020 - O poeta Francisco Brines em sua propriedade em l"Elca, na Espanha - Europa Press via Getty Images
17.11.2020 - O poeta Francisco Brines em sua propriedade em l'Elca, na Espanha Imagem: Europa Press via Getty Images

De Valência, Espanha

21/05/2021 05h26

O poeta espanhol Francisco Brines, ganhador do Prêmio Cervantes em 2020, morreu ontem, aos 89 anos, após vários dias internado no Hospital de Gandía, em Valência (Espanha), onde foi submetido a uma cirurgia emergencial devido a uma hérnia na semana passada.

Fontes próximas ao poeta disseram à Agência Efe que a morte ocorreu no início da noite, por complicações de seu estado de saúde.

Após a internação, foi informado que Brines evoluía favoravelmente e que estava tranquilo e estável. Nos dias anteriores, no entanto, foi divulgado que a recuperação seria lenta.

Brines morreu oito dias após o rei e a rainha da Espanha terem viajado para Oliva, em Valência, no dia 12 de maio para entregar o Prêmio Cervantes 2020 ao poeta em sua casa, na propriedade familiar "Elca", que inspirou muitos de seus poemas. A cerimônia não pôde ser realizada em 23 de abril devido ao delicado estado de saúde.

12.05.2021 - O rei Felipe VI dá medalha do Prêmio Cervantes para o poeta Francisco Brines - Getty Images - Getty Images
12.05.2021 - O rei Felipe VI dá medalha do Prêmio Cervantes para o poeta Francisco Brines
Imagem: Getty Images

Felipe VI presenteou o escritor com a escultura e a medalha que creditam o prêmio mais importante da literatura hispânica, em reconhecimento à poesia "íntima e cativante" de um dos poucos poetas sobreviventes da geração dos anos 50.

Brines também já recebeu o Prêmio Nacional de Literatura, o Prêmio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana, o Prêmio Internacional de Poesia Federico García Lorca e o Prêmio Nacional da Crítica.