Conteúdo publicado há 1 mês

Cineasta Toni Venturi morre aos 68 anos no litoral de São Paulo

Toni Venturi morreu na tarde de sábado (18), após passar mal enquanto nadava em uma praia de São Sebastião, no litoral de São Paulo.

O que aconteceu

A informação foi confirmada a Splash por Tiago Berti, sócio do cineasta. "Toni nos deixou ontem. Estava feliz, bem de saúde. Cheio de energia e vitalidade. Meu grande parceiro se foi", disse.

Família, que mora na capital paulista, estava na cidade para passar o fim de semana. Ele deixa a esposa, a atriz Débora Duboc, e dois filhos, Theo e Otto Venturi.

Carreira

Toni fez faculdade de cinema na University Of Ryerson, no Canadá. Ele também cursou Comunicação Social - cinema pela USP.

Profissional dirigiu e produziu uma série de longas-metragens, como "A Comédia Divina" (2017), "Cabra-Cega" (2005) e "Latitude Zero" (2002). O cineasta também trabalhou em documentários como "Rita Cadillac — A Lady do Povo" (2010) e "Dentro da Minha Pele" (Globoplay).

Ele foi presidente da Apaci (Associação Paulista dos Cineastas) em 2001. O diretor também participou da comissão que escolheu o documentário "Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", da atriz Bárbara Paz, para tentar uma vaga no Oscar.

Deixe seu comentário

Só para assinantes