Conteúdo publicado há 2 meses

Palácio informa que não divulgará o tipo de câncer de Kate Middleton

O Palácio de Kensington informou que a família real britânica não divulgará o tipo de câncer que Kate Middleton está tratando. Na tarde desta sexta-feira (22), a princesa anunciou que foi diagnosticada com a doença.

O que aconteceu

Em comunicado à imprensa britânica, a família real afirmou que não falará sobre o câncer e nem o estágio da doença. Eles também pediram que não fizessem especulações sobre a natureza da doença.

A princesa está passando por quimioterapia. A princesa não especificou qual é o tipo de câncer que está enfrentando. Ela afirmou que foi diagnosticada em exames feitos após uma cirurgia abdominal, em janeiro. Um porta-voz do palácio confirmou à revista People que o tratamento começou no final de fevereiro.

Kate disse que a notícia foi um "grande choque" para a família e, por isso, precisou de tempo. "William e eu estamos fazendo de tudo para processar e lidar com isso em particular, por nossos filhos. Como vocês podem imaginar, isso levou tempo. Levou tempo para que eu me recuperasse de uma grande cirurgia e iniciar meu tratamento. Mas, o mais importante: levou tempo para explicarmos tudo a George, Charlotte e Louis de forma apropriada, garantindo que vou ficar bem."

A princesa disse que "está bem" e agradeceu o apoio de William e do público. "Como eu disse [aos meus filhos], eu estou bem e ficando mais forte a cada dia, focando nas coisas que vão ajudar a me curar: minha mente, corpo e espírito. Ter William ao meu lado tem sido uma fonte de conforto e segurança, assim como o amor, apoio e gentileza demonstrado por muitos de vocês. Isso é muito importante para nós."

Princesa fez cirurgia em janeiro; veja cronologia

Kate passou por uma cirurgia no abdome no dia 16 de janeiro. O Palácio de Kensington não informou o motivo da cirurgia, mas disse na ocasião que o procedimento foi "planejado" e que não se tratava de um câncer. Na ocasião, o Palácio informou que a princesa ficaria afastada de suas funções até a Páscoa e pediu privacidade.

Apesar de a cirurgia ter sido "planejada", Kate adiou compromissos oficiais agendados para os meses seguintes O príncipe William também adiou compromissos para estar ao lado da mulher durante o período de recuperação. Kate deixou o hospital no dia 29 de janeiro, 13 dias após a cirurgia, sem ser fotografada, e passou mais de dois meses sem ser vista em público.

A princesa passou mais de dois meses sem ser vista em público, o que gerou especulações e teorias da conspiração. As suposições sobre o "sumiço" da princesa se intensificaram após o príncipe William cancelar uma aparição em um evento por motivos pessoais no dia 28 de fevereiro, obrigando o Palácio a responder aos boatos: "Deixamos claro, em janeiro, qual seria a cronologia da recuperação da princesa e que só divulgaríamos atualizações significativas. Essa diretriz se mantém".

Continua após a publicidade

No dia 10 de março, Dia das Mães britânico, o Palácio publicou uma foto da princesa com os filhos, que acabou sendo excluída por agências de notícia por ter sido editada e manipulada. Kate assumiu a culpa pelas edições: "Como muitos fotógrafos amadores, ocasionalmente faço experiências com edição. Gostaria de expressar minhas desculpas por qualquer confusão que a fotografia de família que compartilhamos ontem tenha causado", publicou a princesa, diante da repercussão negativa.

A princesa voltou a ser vista em público no início de março. Desde então, ela já foi fotografada algumas vezes por paparazzi e pelo público ao lado da mãe e do príncipe William.

O rei Charles 3º, pai do príncipe William, também está com câncer. O Palácio de Buckingham anunciou o diagnóstico no início de fevereiro.

Deixe seu comentário

Só para assinantes