Conteúdo publicado há 2 meses

Mulher atacada por tubarão investe em conteúdo erótico: 'Cicatriz fascina'

Autumn Renae, 21, contou que a cicatriz ao longo do braço esquerdo que ficou do ataque de tubarão que sofreu "fascina" os assinantes da plataforma de conteúdo adulto em que tem um perfil.

O que aconteceu

A modelo disse, em entrevista ao podcast OnlyStans, que seus fãs sempre perguntam a ela sobre sua história de sobrevivência ao ataque do tubarão

Ataque quando criança: "Fui mordida por um tubarão quando tinha 4 anos e muitas vezes meus assinantes dizem 'Você precisa conversar?' Eles acham que tentei me matar porque tenho uma cicatriz enorme"

Autumn contou, ainda, que o ataque se deu em St Pete, um famoso píer de São Petersburgo (Flórida, EUA): "Nada de bom acontece em St Pete. Você não consegue ver o que está debaixo d'água, esse é o problema"

A modelo apontou que, assim que tira a blusa, ela é questionada sobre a cicatriz.

Autumn já ganhou cerca de R$ 5 milhões com os conteúdos adultos e comprou uma casa: "Eu fui uma garota de sorte. Quando eu tinha 17 anos, eu gostava muito de mídia social. Eu adorava postar usando biquínis minúsculos. Então ganhei seguidores e basicamente os mantive durante anos"

Deixe seu comentário

Só para assinantes