PUBLICIDADE
Topo

Kazuki Takahashi, criador do mangá Yu-Gi-Oh!, é encontrado morto no Japão

De Splash, em São Paulo

07/07/2022 08h30Atualizada em 07/07/2022 15h14

Kazuki Takahashi, autor e criador do mangá Yu-Gi-Oh!, foi encontrado morto na manhã de ontem, aos 60 anos.

Segundo a NHK, organização de mídia pública do Japão, o corpo do artista japonês foi encontrado flutuando nas águas de Nago, em Okinawa. De acordo com a Guarda Costeira japonesa, ele vestia um equipamento de mergulho.

Foram encontradas marcas de mordida no corpo do artista. A suspeita é de que sejam de tubarões e outros animais marinhos.

A identidade de Takahashi só foi confirmada hoje, após uma empresa de aluguel de carros contatar a polícia de Okinawa informando ter perdido contato com o escritor. Ele havia contratado os serviços da empresa e viajava sozinho.

Takahashi trabalhou como mangaká por cerca de 40 anos e sua criação mais popular foi a série Yu-Gi-Oh! para a revista Weekly Sh?nen Jump entre 1996 e 2004. A história se tornou anime, jogo de cartas de enorme sucesso no início dos anos 2000 e inspiração para inúmeros videogames.

O mangá conta a história de Yugi Muto, garoto que gosta de jogos e sofre com algumas intimidações. Tudo muda quando ele ganha um jogo egípcio do avô e recebe o espírito de um jogador misterioso.

Yu-Gi-Oh! foi febre entre crianças, adolescentes e jovens nos anos 2000 - Reprodução/Internet - Reprodução/Internet
Yu-Gi-Oh! foi febre entre crianças, adolescentes e jovens nos anos 2000
Imagem: Reprodução/Internet

Segundo o Kyodo News, Yu-Gi-Oh! foi reconhecido pelo Guinness World Records em 2011 como o jogo de cartas mais vendido do mundo após vender mais de 25 bilhões de conjuntos.

Em 2015, Takahashi foi premiado com o Inkpot Award da Comic-Con International por sua contribuição aos quadrinhos, ficção científica e fantasia, cinema, televisão, animação e fandom.